Análises

Há dois dias, o Manchester United anunciou sua terceira contratação para a temporada 18/19: trata-se do goleiro Lee Grant, que chegou sem custos ao clube, mas que causou um certo incômodo e dúvida na torcida que espera que o United contrate grandes nomes para reforçar a equipe.

Por quê estaria o United contratando um goleiro de 35 anos que nunca teve grande destaque em grandes clubes ingleses? O motivo nós explicamos aqui e faz o total sentido: rodagem e experiência para os goleiros da base.

Lee Grant assinando contrato de 2 anos com o Manchester United.

Como todos sabemos, De Gea é o titular absoluto e inquestionável da meta Red Devil e Romero, seu reserva, sempre deu conta do recado quando entrou na equipe. Para a vaga de terceiro goleiro, Joel Pereira, Dean Henderson e O’Hara revezaram bastante. E é exatamente aí que a chegada de Lee Grant faz sentido. Grant, ex-Stoke e Derby County, chega ao clube para ocupar exatamente essa vaga de terceiro goleiro.

Mas e os garotos da base? Não seria melhor manter um dos garotos como terceiro goleiro do clube? Não. Os garotos serão todos emprestados para ganharem rodagem, experiência e minutagem. Dean Henderson inclusive já foi emprestado ao Sheffield. Joel Pereira, muito elogiado por suas atuações na base, já esteve emprestado para times portugueses e deve ser emprestado novamente. Outro jovem goleiro da base Red Devil, Sam Johnstone, acertou sua transferência em definitivo para o West Brom. Para Joel e Henderson, ganhar experiência e rodagem em outro clube será muito mais proveitoso do que ser apenas terceiro ou quarto goleiro do Manchester United.

Comentários