Colunas

Janeiro pode salvar o restante da temporada

Desde que foi empossado treinador do Manchester United, José Mourinho realizou importantes transações para reforçar o elenco, algumas questionáveis, mas muitas dignas de parabenização. Exemplos claros de contratações certeiras são Pogba, Matic e Bailly. Os dois primeiros são inquestionáveis no setor intermediário. O último, de adaptação instantânea ao clube, é um dos melhores defensores da terra da rainha e, por estar lesionado, vem sendo um dos motivo  do enfraquecimento defensivo do time.

O plantel, entretanto, exige ainda mais peças qualificadas. Tais reforços podem (e devem) ser adquiridos durante a janela de inverno, a qual tem início no dia primeiro de janeiro. Os alvos principais são, predominantemente, armadores. Aponto, nesse texto, nomes que elevariam o nosso patamar produtivo consideravelmente.

4 – Leon Goretzka

A jovem joia alemã (22 anos) chamou atenção após participar com excelência da conquista da Copa das Confederações. Jogador do Schalke 04, apesar de ser mais recorrente vê-lo atuar como meio-campista, Leon oferece opções ofensivas interessantes. Cobiçado por vários gigantes do cenário europeu, contratá-lo no próximo mês seria um belo feito.

3 – Julian Draxler

Compatriota do rapaz citado anteriormente, Draxler explodiu no Shalke 04 (aliás, a capacidade que esse clube tem de revelar bons jogadores é admirável, vale ressaltar) e, após uma breve passagem no Wolfsburg, desembarcou em Paris para fazer uma grande segunda metade de temporada pelo PSG.

Após assistir ao seu clube atual reforçar-se brutalmente durante a última janela de verão com as compras de Neymar e Mbappé, Julian se vê pouco relevante aos parisienses e é frequentemente posto no banco de reservas. Cotado para nos reforçar desde a última transfer window, o jogador se encaixaria pontualmente no sistema do luso.

2 – Mesut Ozil

Um exímio playmaker, assim este se define. Também oriundo de terras germânicas, Mesut vivenciou o auge da carreira, coincidentemente, quando comandado pelo Special One. Durante a temporada 2011-2012, em que o Real Madrid quebrou records em La Liga e proporcionou performances impressionantes, o meia distribuiu incríveis 29 assistências no campeonato nacional e figurou entre os melhores da seleção da FIFA ao final do ano.

Já considerado o melhor camisa 10 do mundo, Ozil poderia formar parceria com José novamente e vestir outra camisa inglesa vermelha, o que seria facilitado pelo fato de que seu vínculo contratual com os gunners tem fim em junho de 2018.

1 – Antoine Griezmann.

Seria difícil listar a quantidade de vezes que o francês fora citado em meus textos. Detentor de uma aprimorada técnica e dotado de um faro de gol feroz, Griezmann deveria haver desembarcado em Manchester na última janela de transferências, o que não ocorreu apenas por conta de uma punição positivada ao clube de Madrid.

Considero-o o forward mais versátil do mundo. No Atlético, além de centralizado, pode cair pelas duas pontas, sendo um dos melhores da posição quando no flanco esquerdo (espaço em que chegou ao auge da carreira, 2015-2016).  Na seleção francesa, posiciona-se atrás da linha dos atacantes, como um camisa 10. Aliás, foi escalado desta maneira na exibição mais impressionante dos Bleus durante as eliminatórias. À altura de vestir a 7 do Old Trafford.

A janela inicia, literalmente, às 00:00 do dia 1 de janeiro, tendo seu fim estabelecido para o último dia do mês. Já será 2018, mas não é excesso da nossa pedir algum dos nomes acima como presente de natal, é?

Comentários