Colunas

Sim meus caros amigos e torcedores Red Devil, hoje, a nossa senha é preocupação. O time não corresponde, sinceramente, gostaria de saber qual esporte os jogadores do United andam jogando. Está longe de ser futebol. O técnico não tem pulso (enquanto o Moyes estiver no comando, toda coluna que eu escrever terá “agressões” ao “técnico”), ele não consegue controlar o time nem fora nem dentro das quatro linhas. Eu digo fora das quatro linhas, porque, para completar a nossa fase magnífica, o time está passando por uma série de turbulências e picuinhas de jogadores. Que ótimo, não é mesmo? Os jogadores ganham milhões e milhões por ano e ainda ficam de picuinha um com o outro, ora, que coisa pífia.

Olympiacos-v-Manchester-United-Joel-Campbell-_3090366

Desolação depois da derrota contra o Olympiacos. (Foto: Aol)

Depois da derrota para o Olympiacos, o atacante Robin Van Persie fez uma série de ríspidas críticas aos demais companheiros. “Nossos jogadores estão ocupando as posições que eu gosto, então estou tendo que acostumar minhas corridas baseado nas posições dos meus companheiros e infelizmente eles estão muitas vezes no meu espaço. Eu acho que isso é uma vergonha”, desabafou o holandês. Ok, desabafos, indignações e outras coisas existem, mas não é preciso colocar isso a público e terminar de afundar um barco em crise. Faltou ética ao RvP. É bem mais fácil entrar no vestiário, sentar com o treinador e com os seus COMPANHEIROS DE EQUIPE, e falar tudo. Colocar todos os pingos nos “is”. Não adianta nada você chegar numa câmera e num microfone e falar uma série de asneiras.

Para completar a situação, o atacante Chicharito, postou em sua conta do Instagram, uma foto e uma legenda, que dizia o seguinte: “Without your teammates you can’t be somebody in football, always be thankful”. Traduzindo a frase, o mexicano diz o seguinte: “Sem os seus companheiros de equipe, você não é nada no futebol. Seja sempre grato”. (clique aqui). Novamente eu digo. Que coisa desnecessária, que picuinha de criança na educação física quando gritava “professora, o coleguinha falou mal de mim”. A rede social junta e destroi. Uma crise na mídia é um torpedo que acerta o barco em cheio. O barco vermelho, nessa temporada, já está com a proa afundada, não é preciso afundar o resto, há salvação, mas não se continuar assim.

Moyes-preocupado

Moyes, uma das preocupações dos torcedores. (Foto: Divulgação)

Já dentro das quatro linhas, assim que o United perde uma partida, demos de cara com um “a culpa é minha, eu sou o treinador”. Poxa, já perdi as contas de quantas vezes eu abri um jornal inglês e vi essa frase do Moyes. Não é possível que, um treinador que errou tanto, não consiga acertar uma única vez. Preocupante. Muito. Nós vemos um time apático em campo, nada mais que isso. O time é ruim sim, mas o bom velhinho conseguia tirar tudo que os jogadores tinham.

Outro ponto preocupante é o erro gigantesco de planejamento. Meu Deus, tudo mundo viu que o time do United é ruim. Um time que faz uma contratação por ano. Ferguson aposentou, era natural fazer uma reformulação no elenco. Os outros times estão crescendo. O capital está falando mais alto. O Manchester tem dinheiro de sobra, mas cadê? É triste temporada atrás de temporada que o time continua o mesmo e o rival ao lado só cresce. Nosso melhor jogador hoje, veio da base e é poupado em jogos da UCL. Fizemos uma grande contratação, mas que não pode jogar na Champions. Enquanto isso, nós entramos em campo com Cleverley e Valencia. Meu Deus, o futebol é cruel.

Faltou planejamento. Faltou contratar. Faltou mudar. Ainda temos um tempo. Pequeno, mas temos. Podemos salvar na Premier, conseguir uma vaga para a próxima UCL. Podemos erguer a cabeça, jogar como homens, jogar com raça e surpreender nessa UCL. Podemos mudar a nossa senha de preocupação, para uma senha muito mais forte: ORGULHO!

23102013---jogadores-do-manchester-united-comemoram-o-primeiro-gol-da-equipe-contra-o-real-sociedad-1382556065789_1920x1534

A senha será: ORGULHO! (Foto: Divulgação)

Por Vinícius Toscano
www.mufcbr.com

Comentários