Colunas

Quando você quer muito mudar (geralmente melhorar) seja a aparência como um todo ou mesmo a atitude, buscando algo na sua essência, um recomeço talvez, você começa por tirar as peças velhas do guarda-roupa e a colocar novas no lugar. Fique tranquilo porque você não está lendo autoajuda em um site do Manchester United. Apesar deste princípio de mudança não se aplicar necessariamente a um time de futebol, ele pode ajudar.

Se fizermos um balanço no United hoje, podemos dizer, sem dúvida, que melhorou muito em relação às últimas temporadas, em que sofremos um bocado. Já tínhamos peças boas, muito boas, compramos outras. Algumas, inclusive, que ficavam ótimas no manequim da vitrine, mas quando chegamos em casa e provamos não ficou muito bem. (Quem sabe se ajustarmos um pouquinho?)

Tem aquelas que nós até gostamos, mas no fundo sabemos que não dá pra usar mais. E também temos algumas daquelas que são para usar para ir no máximo ao mercado, quando na verdade precisamos de roupa para ir à uma festa de gala. Como bom exemplo de uma dessas “peças” tínhamos Anderson. E o jogador não estava mais nos planos e acabou acertando com o Internacional. (Aleluia!) Me abstenho de citar outros, sei que vocês sabem melhor que eu.

Ainda tem gente sobrando e gente faltando, mas nada melhor que paciência para montar um belo guarda-roupa. Que venham zagueiros, laterais, quem sabe… E assim vamos nós, Red Devils, esperando pacientemente as peças desse nosso querido guarda-roupa, (bem melhor do que aquele que leva à Nárnia) para que possamos participar da festa novamente, porque ficar em casa enquanto os rivais se divertem é algo que não foi feito para nós.

Por Larissa Bezerra
www.mufcbr.com

Comentários