Colunas

Independente da posição, ele é sinônimo de alto rendimento

Como confirmado por The Telegraph, Alexis Sanchez já acordou termos contratuais e é jogador do Manchester United. Com salário de 14 milhões de libras anuais, o chileno será dos mais bem pagos do plantel e trajará a icônica camisa 7, abandonada desde a saída de Depay. Mas como Mourinho deve escalá-lo?

3.Ponta-esquerda

Posição de ofício do chileno desde os tempos de Barcelona, o flanco esquerdo estaria bem povoado caso ele fosse escalado em tal. Um dos melhores da posição, Sanchez é criativo e incisivo o suficiente para assistir seus companheiros e ampliar o poder de fogo da equipe. Seus números brutos na última edição de Premier League foram 24 gols e 7 assistências, desempenho superior ao de qualquer outro jogador do nosso elenco.

O ponto fraco dessa escolha seria a concorrência no setor. Anthony Martial evoluiu exponencialmente e já é o preferido para a posição, à frente de Marcus Rashford. A menos que o goldenboy francês e a joia britânica se adaptassem rapidamente ao lado destro do campo, essa opção teria de ser descartada, pois as jovens promessas são de extrema utilidade.

2.Ponta-direita

Supostamente, esse seria o grande plano do Special One. A versatilidade de Alexis o permitiria atuar em alto nível à direita do campo, área carente de peças qualificadas há anos no clube mancuniano. Assim, Jesse Lingard continuaria se movimentado entre os setores intermediário e ofensivo, enquanto o camisa 7 e Martial se posicionariam nas pontas.

1.Centralizado

De maior preferência para o colunista que vos escreve, Mourinho poderia ter o insight de escalá-lo como um camisa 10. Flutuando atrás da linha dos atacantes, Sanchez seria um meia-atacante livre, ocupando toda a faixa avançada do campo. Seu potencial técnico o permitiria ser inventivo o suficiente para o papel de playmaker, recentemente frustrado por Mkhitaryan, e seus pontos fortes continuariam sendo explorados com magnitude, como os dribles no 1×1 e os tiros de longa distância.

Se oficializado, essa será uma contratação de peso para impulsionar o elenco atual e as possíveis ambições para o restante da temporada. Adquirir um potencial world class (sem exageros) em plena janela de inverno, considerando o mercado recente, será uma jogada de mestre de José Mourinho e uma memorável barganha por parte de Ed Woodward. Seja bem-vindo, Sanchez.

 

https://www.youtube.com/watch?v=yG8AnTva1U0&t=154s

Comentários