Colunas

De Gea, o herói sem capaFala, galera! Na minha última coluna, falei bastante sobre o meu sentimento como torcedor do United, levando alguns fatos (e resultados) em consideração. Mas deixei de mencionar um cara que me deixa bastante confiante no futuro do nosso time: David De Gea

Criticados por muitos quando chegou, devido ao valor pago ao Atlético de Madrid, Dave chegou na janela de início da temporada 2011/2012 pra substituir o lendário Edwin van der Sar que, convenhamos, não era uma tarefa nada fácil, ainda mais para um garoto de 20 anos. Talvez pela inexperiência ou pelo peso da camisa, o início de De Gea foi um pouco conturbado, mas logo ganhou nossos corações. O tempo foi passando, até que na temporada seguinte a sua chegada, 2012/2013 foi campeão ingles. Também em 2012/2013, pela Liga dos Campeões, num jogo contra o Real Madrid, em pleno Santiago Bernabéu, foi quando Dave ganhou 99% da idolatria da torcida Red Devil quando simplesmente fechou o gol mantendo assim o empate em 1×1 que levaria o jogo em aberto para Old Trafford.

Passada a temporada 12/13, veio a temporada de consolidação do camisa 1. Sem Alex Ferguson, a temporada foi uma verdadeira via crúcis pro nosso goleiro. Com um time completamente perdido em praticamente todos os jogos da temporada, De Gea foi o motivo de o United ter terminado a temporada entre os 10 primeiros da Premier League, caso não fosse ele, certamente teríamos feito muito pior que um 7º lugar.

Veio Louis van Gaal, uma temporada sabática. Sem noites europeias em Old Trafford, a temporada 14/15 tinha como foco voltar a Champions League. E se conseguimos uma vaga foi, novamente, por causa dele. Defesas magníficas como aquelas no jogo contra o Everton, no chocolate contra o Liverpool, foram, sem dúvidas momentos que fizeram a devoção e a idolatria da torcida mancuniana aumentar ainda mais.  A temporada espetacular teve seu lado ruim: Propostas de Transferência. E foi aí que estivemos a um passo de perder o nosso Dave. O Real Madrid esteve a um fax de contar com as defesas de De Gea. Graças à Giggs, o fax não chegou em Madrid, De Gea ficou e renovou seu contrato até 2019.

Atualmente, com certeza, se ainda estamos lutando por vaga na Champions League, é por causa desse espanhol maravilhoso, como diria Luis Roberto se narrasse a Premier League.

Sereno e seguro, são as palavras para definir o goleiro que aquele moleque de 20 anos que veio substituir uma lenda. Sem sombra de dúvidas, David De Gea é o melhor goleiro da Premier League. E um dos melhores do mundo. Talvez ajudado por ter bastante trabalho, Dave é hoje, ao lado de Rooney, o jogador mais importante do nosso Manchester United. Mesmo jovem, De Gea será lembrado pelos torcedores como um goleiro ímpar.

E pra finalizar: Jesus loves, but DAVE SAVES.

Comentários