Colunas

Há duas semanas escrevi que esperava pelo menos quatro pontos das duas rodadas que estavam por vir: empate contra o Chelsea e vitória contra o City. Infelizmente não foi possível alcançar nem metade da minha expectativa. Sei que não fui otimista demais. O nosso rival tinha empatado com o CSKA, veio a perder contra o West Ham na rodada anterior ao derby e não pode contar com Silva e com Kolarov que se machucou no aquecimento. Tudo conspirava a nosso favor até a partida começar.

Não preciso de me alongar muito no que aconteceu e muito menos na estupidez de Smalling ao ser expulso com um cartão amarelo por ficar na frente de Joe Hart na saída de bola. O United já sofreu com expulsões essa temporada e eu achava que o cartão vermelho de Rooney contra o West Ham seria o mais ridículo que veria em 2014/2015. Sem desculpas para o ex-Fulham. Totalmente desnecessário.

É evidente a contribuição do nosso zagueiro para o resultado final mas o grande problema da torcida, muitas vezes, é querer apontar um culpado ao invés de apontar uma solução. Existe algo muito maior para se preocupar. Se até três temporadas atrás implorávamos por meias que soubessem sair jogando, hoje a torcida e De gea estão desesperados atrás de um nome que inspire segurança na zaga.

Você deve estar se perguntando qual seria a tal solução. Afinal de contas a janela de transferências está fechada e o número do celular do Van Gaal não está na lista telefônica. Simples, apoie. Não é à toa que na Inglaterra, os torcedores são “supporters”(apoiadores). Estamos aí para empurrar o time para frente. Reclamar, reclamar e reclamar não vai nos ajudar a sair da décima posição. Continuar achando engraçado escrever “Moyes Out” mesmo com o LVG no comando e pedir para o holandês ser demitido só para “ser justo” com o nosso ex-técnico que não teve o mesmo respaldo são atitudes completamente fora de questão. Enquanto alguns ficam pegando o comparativo das 10 primeiras rodadas de 2013/2014 e 2014/2015 para mostrar que o escocês estava melhor, uso o comparativo de títulos. Moyes não conquistou coisa alguma com o Everton enquanto Van Gaal tem taças em várias ligas importantes além de uma Champions League.

Estamos passando por dificuldades e além de tudo o azar também nos afeta. Jones, Rojo, Smalling e Evans estão fora do jogo contra o Crystal. Somos um clube de tradição e não montado por um bilionário de um país árabe. É impossível termos uma dupla de zaga como Thiago Silva e David Luiz com Marquinhos na reserva ou Kompany e Mangala com a opção de Demichelis. Lançar garotos é inevitável mas ter paciência é a nossa obrigação.

Ainda confio em Van Gaal. Não podemos desistir tão cedo pois como já diria a música: Assim como os Busby Babes em dias passados Vamos manter as bandeiras vermelhas voando alto.

Por Matheus Garzon
www.mufcbr.com

Comentários