Colunas

Em um jogo de despedidas, ou não, de certos jogadores do elenco, o United empata com o Arsenal por 1×1 no último jogo dos Red Devils no Old Trafford nessa temporada 2014/2015, com direito a reverência da torcida em reconhecimento a luta do time até o fim para a conquista da vaga para a Champions League e até mesmo por lugares mais altos na Premier League, discurso de van Gaal e volta olímpica dos jogadores como forma de agradecimento.

Ontem, após a partida, os jogadores do United esperaram todos os jogadores do Arsenal se retirarem para os vestiários para começar uma cerimônia, pra mim torcedor do United, muito emocionante e de arrepiar. Foi uma forma de mostrar que o time, familiares dos jogadores, comissão técnica e torcida estão em ótima sintonia se agarrando na esperança de novos áres na próxima temporada, com menos turbulência e com a volta das glórias e títulos.

Estamos de volta a Uefa Champions League, objetivo primário traçado no início da temporada e que foi cumprido com muito esforço pelo time durante toda a temporada, mesmo que com muitos altos e baixos. Tenho certeza que quem é torcedor do United renovou as esperanças para a próxima temporada, depois de sentir novamente o gostinho de estar de volta ao nosso lugar que é a Champions League e de ver tudo aquilo que aconteceu depois do jogo contra o Arsenal.

Será uma emoção enorme poder gritar “Championes, championes, olê, olê, olê!” após o apito final do árbitro na final dos campeonatos em que vamos disputar na próxima temporada ou até mesmo “You’re getting sacked in the morning” pra algum treinador rival após um passeio do United, como no jogo contra City e Liverpool no segundo turno. Mas independente de qualquer situação, gritaremos sempre: GLORY, GLORY, MAN UNITED! AS THE REDS GO MARCHING ON! ON! ON!

Por Lucas Andrade
www.mufcbr.com

Comentários