É engraçado como se transformam os “torcedores” de City e Chelsea após conquistas de títulos. Se vangloriam, acham os maiores, zoam e dizem loucuras sobre times que nem se comparam na história desses times minúsculo e mediano, respectivamente. Não só os torcedores, mas também os clubes.

Primeiramente, o City foi o campeão inglês, bom ressaltar que após 44 anos, sendo sua terceira conquista na história. Um título ganho no saldo de gols, num momento prá lá de desesperador quando fez 2 gols nos acréscimos, num momento em que o “fortíssimo” time do QPR já sabia que estava à salvo na EPL depois do empate do Bolton (concorrente direto na briga contra o rebaixamento) contra o Stoke. Isso mostra que o United esteve ao mesmo nível do campeão.

Bom lembrar também que levamos a melhor contra eles na Comunnity Shield, quando viramos um placar de 2×0 contra, aos 90 minutos de jogo, com gol de Nani, e levando o título da Supercopa da Inglaterra, e ressaltar também que eliminamos eles com certa “facilidade” na FA Cup. Isso tirando fatos apenas da última temporada, pois na história, temos super considerável vantagem de um time que apareceu pro “mundo” em 2011/12.

Em relação ao Chelsea, um time que sempre foi menor em tradição que times como Nottingham Forest, Aston Villa, Everton, Leeds United, que hoje são apenas coadjuvantes no cenário inglês. Demorou 107 anos para ganhar sua primeira Champions League, sendo que só conseguiram este feito devido aos 9 anos ou mais da era Abrahmovich nos Blues, uma era onde foram investidos cerca de 900 milhões de reais de dinheiro obtido em petróleo do russo.

Será que é certo comemorar tanto títulos “comprados”? Será que têm o direito de se acharem grandes a ponto de se compararem ao United, o MAIOR da Inglaterra? Coitados. Não chegam perto disso.

Não sabem o que é ter história, tradição, e o que é ser MAIOR em TUDO e o que é ter toda essa grandeza sem ter precisado gastar tantas “petrolibras”.

A questão é que esses “torcedores”, melhor dizendo, “modinhas”, pois falam que torcem para tal time por estarem no auge da imprensa e pelos altos investimentos que fazem, não merecem o respeito de nós, reais e apaixonados torcedores do maior time da Inglaterra e um dos maiores do MUNDO, pois além de termos tantas conquistas, não precisamos de tantos investimentos para termos isso que temos hoje. Nossa tradição não foi comprada, nossa história não é baseada em dinheiro, nossos fatos foram feitos por ídolos…

Enfim, está aí a grande diferença entre verdadeiros conquistadores e meros campeões…  Além de sermos os MAIORES, estamos sempre disputando e conquistando mais, e não há alguém nesse mundo que possa tirar esse orgulho de nós.

Manchester United Not Arrogant, Just Better!

Por Sayro Ribeiro
www.mufc.com.br

Comentários