Colunas

www.thetelegraph.co.uk

Desde que Cristiano Ronaldo foi transferido para o Real Madrid, meados de 2009, a lendária camisa 7 do United não encontrou outro craque para trajá-la, amargando diversos flops. Owen, Valencia, Angel Di Maria e, mais recentemente, Memphis Depay não conseguiram êxito em Old Trafford e amaldiçoaram o manto. Um símbolo demasiado importante do clube aparenta não trazer as alegrias de outros tempos.

Antoine Griezmann, world class francês, é fortemente cotado para se deslocar a outros clubes gigantes, pois o próprio apresenta um futebol vistoso e foi indicado ao Ballon D’or 2016, além de haver levado o Atlético de Madrid à final da Champions League. Coincidindo com o retorno de José Mourinho à ativa, o Manchester voltou a fazer grandes contratações, como Paul Pogba, e formar um esquadrão competitivo. Em janeiro desse ano, Depay transferiu-se ao Lyon, deixando um legado arruinado. Qual a viabilidade de abrir os cofres novamente para trazer um craque?

Segundo as especulações, o United precisaria desembolsar a onerosa quantia de 100 milhões de euros, valor semelhante ao pago por Pogba, o jogador mais caro do mundo.

PRÓS.
Wayne Rooney, o “potencial” ponta-de-lança da equipe, aos poucos decai em rendimento e já não mais mantém a titularidade. Anthony Martial, o golden boy, ainda não se firmou no XI titular e deixa a ala esquerda em interrogação.

Dado esse cenário, é possível visualizar que Griezmann, apto a ocupar justamente ambas as posições carentes, poderia suprir a atual deficiência da equipe e elevar o Special One’s team a um patamar sublime. E, tratando-se de conquistas individuais, o frenchman teria a oportunidade de se firmar entre as grandes estrelas europeias.

CONTRAS.
Paul Pogba, compatriota de Griezmann, “custou” 104 milhões de euros aos Red Devils e, apesar de algumas atuações brilhantes, ainda encontra dificuldades para convencer o público e carrega o árduo fardo de ser o jogador mais caro de todos os tempos. O possível “futuro camisa 7”, caso as fontes estejam corretas, será avaliado em cifras semelhantes, o que poderia trazer à tona mais polêmicas acerca de “supervalorização”.

Mourinho, que presencia frequentes problemas nas laterais, estará propenso a contratar um ala recuado ou zagueiro para compor dupla com os já titulares (respectivamente, Valencia e Bailly). Por escassez de pronunciamentos oriundos do luso, as expectativas concretas são rasas.

Portanto, apenas a próxima janela nos informará se tal especulação será realizada e a sucessão de camisas 7  agregará outro supercraque.

Comentários