Colunas

Quando se falar da grandeza de um jogador, ainda mais no Manchester United é obviamente necessário que este jogador saiba decidir grandes jogos para que assim marque sua história no clube e possa estar alinhado junto a outras grandes estrelas do passado de um clube tão vencedor, mas o tamanho de Marcus Rashford tem extrapolado os limites do campo de jogo, muito por sua atividade social nos últimos tempos, sendo assim se torna um daqueles poucos jogadores que se tornam gigantes dentro e fora das quatro linhas.

Desde sua estreia no clube ele já mostrava ser um garoto destinado a se tornar uma estrela e decidir grandes partidas, não atoa marcou em sua estreia como profissional, na sua estreia na Premier League, no primeiro clássico contra o City e também em sua primeira partida pela seleção inglesa. Desde então passou por alguns altos e baixos, mas seguiu marcando gols importantes em grandes jogos, como aquele de pênalti contra o Paris Saint-Germain em 2019 pelas oitavas da Champions League levando o United a próxima fase.

Na temporada passada assumiu ainda mais o protagonismo no ataque, principalmente após a saída de Romelu Lukaku e voltou a decidir jogos, mas agora com maior consistência. Logo no início dessa temporada já vem mostrando que sua evolução é real e mostra mais uma vez ser iluminado, principalmente nos dois primeiros jogos da Champions League onde marcou o gol da vitória contra o Paris Saint-Germain novamente na França, era um jogo complicado e seu gol no final da partida deu ao United uma vitória importantíssima.

Marcus Rashford em frente a bandeira que diz: “Obrigado pelo seu incrível apoio” que resume bem o que ele tem feito Fonte: Divulgação Man United

Bom, isso tudo é dentro de campo, porque fora de campo ele talvez esteja sendo até maior do que tudo isso que faz dentro das quatro linhas. Antes da pandemia do Coronavírus entrava em algumas lutas, principalmente contra o racismo, mas durante da quarentena no Reino Unido ele assumiu o protagonismo da luta por alimentar as crianças pobres do seu país que haviam sido desamparadas pelo Governo noque diz respeito as merendas em meio a pandemia, e fez um carta direta e pública endereçada ao Primeiro Ministro Boris Johnson, que acatou seu pedido e assim as crianças foram alimentadas. Desde então seguiu firme no seu posicionamento, entrando em debates e chegou até a ser premiado com o MBE, uma Ordem do Império Britânico que é concedida a pessoas que fazem boas ações sociais na Inglaterra.

Mas o dia 28 de Outubro de 2020 aconteceu coisas especiais para Marcus Rashford dentro e fora de campo. Antes da partida pela Champions League, recebemos a informação de que sua petição para forçar o Governo Britânico a continuar auxiliando as crianças recebendo merenda escolar mesmo de férias, algo que o Parlamento Britânico dias antes recusou, chegou a incrível marcar de mais de um milhão de assinaturas e isso deve continuar a crescer nos próximos dias com a esperança dele ter êxito nessa luta novamente. E dentro de campo, começou a partida diante do RB Leipzig no banco de reservas sendo poupado, mas ao entrar no início do segundo tempo quando a partida estava 1-0 para o United, Rashford resolveu que era mais uma noite para brilhar em Old Trafford e marcou três vezes ajudando o Manchester United a golear o time alemão por 5 a 0.

Não há dúvidas mais que Marcus Rashford será um dos grandes jogadores da história do United pelo que faz dentro de campo sendo um garoto crescido na própria região e torcedor do time, sendo um dos principais artilheiros do clube, mas ele também será um ídolo de uma grande nação por tudo que tem feito fora de campo também, será um grande exemplo para as novas gerações que vão crescer se espelhando num jovem negro que saiu de uma região pobre para chamar atenção do mundo inteiro para a importância de cuidar das crianças que não tem o que comer, sem dúvidas Rashford será GIGANTE.

Comentários