Pré-Jogo

No clássico da parte de cima da tabela, Chelsea e Manchester United fizeram um jogo sensacional, que cumpriu totalmente as expectativas em Stamford Bridge. Quem levou a melhor foi o time visitante, que com ótima atuação – principalmente na primeira etapa – venceu por 2-3.

O Jogo

O embate começou quente: aos 2 minutos van Persie passou por Ramires e bateu firme obrigando Cech a fazer a primeira defesa da partida. 3 minutos depois, em jogada de Wayne Rooney, o mesmo van Persie recebeu na área e soltou uma bomba de direita; a bola bateu na trave, nas costas do brasileiro David Luiz e entrou; 0-1. Os blues não se encontravam em campo, e aos 11, o artilheiro apareceu novamente. Valencia cruzou da direita e ele – Robin van Persie – bateu de direita, é rede; 0-2 fora o baile.

O time londrino assustou pela primeira vez aos 24, em cobrança de falta de David Luiz, que obrigou David De Gea a fazer uma defesa espetacular, com o pé. Mesmo com os devils diminuindo o ritmo de jogo, o Chelsea não conseguia criar jogadas, com o trio Mata, Oscar e Hazard desaparecidos. Com Rooney comandando, o time de Alex Ferguson dava uma verdadeira aula de futebol; marcação perfeita, ótima troca de passes e posicionamento correto.

Os anfitriões voltaram a assustar aos 34, quando Evans chutou contra a própria meta, a bola bateu na trave e saiu. Na cobrança de escanteio, Cahill quase marcou, mas De Gea tratou de tirar em cima da linha. Aos 41, mais um milagre do goleiro espanhol; Torres recebeu na área e cabeceou forte, mas o goleiro espalmou pra escanteio. 3 minutos depois, em falta cometida por Rooney, Juan Mata bateu forte e colocado no canto direito do gol, De Gea nada pode fazer dessa vez. 1-2, fim de primeiro tempo eletrizante e novo ânimo para os blues.

Segundo tempo de susto e fim de tabu

Os times voltaram sem alterações para a segunda etapa e a pressão do time da casa, que vinha acontecendo desde os minutos finais do primeiro período, continuou. No minuto 7, em jogada de insistência de Mata, gol brasileiro: Oscar cruza da esquerda e Ramires aparece pra testar a bola às redes; 2-2. Com o United dormindo em campo, o time de Di Matteo não parava de pressionar, mas aos 17 quem teve prejuízo foi o Chelsea; Ivanovic derrubou Ashley Young na entrada da área e por ser o último homem da defesa, levou o cartão vermelho. 8 minutos depois, mais um jogador perdido pelos blues; Fernando Torres simulou falta de Evans e levou o segundo amarelo. Chelsea com dois a menos.

E aos 29, Chicharito, que havia entrado à poucos minutos, marca. No rebote de chute de Persie na trave, Rafael bate cruzado e o atacante mexicano – impedido – manda pras redes. Carrasco de Peter Cech. 2-3. Após isso o jogo teve domínio do Manchester, que com dois a mais tratou de segurar o resultado e garantir a segunda colocação no campeonato – apenas um ponto atrás do Chelsea, que tem 22.

 Detalhes da Partida 

Escalações

Chelsea: Cech; Ivanovic, Cahill, David Luiz e Ashley Cole; Ramires, Mikel, Mata (Bertrand 72’), Hazard (Sturridge 82’) e Oscar (Azpilicueta 66’); Fernando Torres

United: De Gea; Rafael, Ferdinand, Evans, e Evrá; Valencia, Cleverley (Chicharito 65’), Carrick e Young; Rooney (Giggs 74’) e van Persie

Gols

Mata (44’) e Ramires (53’) – Chelsea

David Luiz (GC) (4’), van Persie (12’) e Chicharito (75’) – United

Cartões amarelo

Torres (45’) (69′) e Mikel (77’) – Chelsea

Rooney (43)’ e Valencia (90’) – United

Cartões vermelho

Ivanovic (63’) e Torres (69’) – Chelsea

Por Lucas Filus
www.mufc.com.br

Comentários