Competições

» PRÉ-JOGO

Em busca da primeira vitória na Premier League, o Manchester United foi até o nordeste da Inglaterra enfrentar o Sunderland, no Stadium of Light. O time contou com o retorno do holandês, contudo não teriam os recém-chegados Shaw e Herrara (lesionados) e Marco Rojo (ainda não adquiriu o visto de trabalho).

» O JOGO

A partida começou bastante movimentada, com troca de passes por parte do United e com muita velocidade no contra-ataque do Sunderland, contudo as equipes pouco conseguiam criar jogadas que oferecessem chances de gols. Por alguns minutos Sunderland começou a pressionar a saída de bola do United, e até assustou nas investidas pelo lado esquerdo do United, porém a história mudou aos 16 minutos, após ótima tabela entre Van Persie e Valencia, onde o equatoriano, em sua jogada típica, foi para a linha de fundo e cruzou para Juan Mata, que só teve o trabalho de tocar para o fundo da rede.

Apesar da vantagem no placar, os gatos pretos (apelido do Sunderland), voltaram a pressionar o United, porém não conseguiam chutar e na melhor oportunidade a bola passou a direita do gol do De Gea, quando Wickham limpou a marcação e chutou forte aos 27 minutos. De tanto ser pressionado, o Manchester United sofreu o empate, em cobrança de escanteio, Rodwell subiu sozinho para cabecear e mandar igualar o placar, aos 30 minutos, no Stadium of Light. Assim como em outros jogos, o United passou a pressionar, tocar bola e atacar após sofrer o gol.

A única mudança no fim do primeiro tempo, foi a substituição do United, quando Smalling saiu para a entrada do jovem Michael Keane, uma vez que as equipes pouco mudaram a forma de jogar. Enquanto o Sunderland pressionava e voltou a tentar jogadas pelo lado direito do seu ataque, o United não conseguia fazer com que a bola chegasse a Van Persie ou Rooney.

» SEGUNDO TEMPO

A partida recomeçou com o Sunderland voltando a pressionar o United, e por muito pouco Wickham não virou o placar aos 50 minutos, quando o camisa 10 deu um chapeu em Fletcher e chutou cruzado, o jovem Blackett no primeiro momento conseguiu cortar, mas se atrapalhou e quase marcou contra. O United não conseguia impor o ritmo do primeiro tempo, já o Sunderland estava dominando a partida, mas sem conseguir chegar com perigo ao gol do De Gea.

Em lance polêmico aos 60 minutos, Van Persie foi cercado por três marcadores e após a disputa de bola, o holandês caiu dentro da área, porém o arbitro Martin Atkinson nada marcou, na continuação da jogada a bola sobrou com Young, porém o camisa 18 mergulhou dentro da área e foi punido com o cartão amarelo. Na tentativa de mudar a forma da equipe jogar, Louis van Gaal decidiu realizar suas duas últimas alterações, sacando Fletcher e Van Persie e colocando Januzaj e Welbeck, respectivamente.

Nos minutos finais, os papeis se inverteram com o United atacando, com destaque para as jogadas do Welbeck, que arriscava individualmente. Aos 77 minutos, o camisa 19 aproveitou a falha do zagueiro Brown e lançou a bola para Young, porém o goleiro Mannone foi mais rápido e fez o corte. Com toda pressão exercida, o único lance perigoso do United foi aos 88 minutos, no chute cruzado do Young, mas que não assustou o goleiro Mannone.

[divide icon=”square”]

DETALHES

Escalações

Sunderland: Mannone; Vergini, van Aanholt, Brown, O’Shea; Cattermole, Larsson, Rodwell (Gómez 63′), Buckley (Bridcutt 79′); Wickham e Fletcher (Altidore 77′).

Manchester United: De Gea; Jones, Smalling (M.Keane 43′), Blackett; Valencia, Cleverley, Fletcher (Januzaj 11′), Mata, Young; Rooney e van Persie (Welbeck 64′).

Gols

Sunderland: Rodwell (30′)
Manchester United: Mata (17′)

Cartões Amarelos

Manchester United: Young (62′) e Cleverley (67′)

Por Anderson dos Santos
www.mufcbr.com

Comentários