com-gol-irregular-united-estreia-com-derrota-na-uefa-europa-league

» PRÉ-JOGO

Pela primeira rodada da UEFA Europa League, o United saiu derrotado fora de casa para o Feyenoord com um gol irregular e amarga a segunda derrota seguida na temporada em sequência e a primeira fora de casa. Mourinho antes da partida disse que não era a competição que todos queriam estar jogando mas iriam fazer de tudo para sair com uma vitória hoje, porém iniciou a partida com um time misto, dando descanso para alguns jogadores, como Wayne Rooney.

» O JOGO

O jogo iniciou com a iniciativa do time da casa, tendo uma posse de bola maior do que o time do United, com maior movimentação e tentativas de arremates a gol. Tudo isso conquistado pela inatividade do meio campo do United formado por Herrera, Schneiderlin e Pogba, que acabaram dando pouca movimentação a equipe e deixando Rashford (titular no jogo de hoje) bastante isolado na frente.

A primeira chance real de gol dos Red Devils aconteceu apenas aos 24 minutos, com uma jogada de Mata pela direita cruzando para Martial finalizar a direita do gol do time holandês. A falta de conjunto e entrosamento do time misto colocado em campo contribuiu para que poucas chances fossem criadas.

Do meio pro final da primeira etapa, o jogo equilibrou-se, com a posse de bola mais dividida entre as duas equipes e o United buscando criar mais oportunidades de forma individual com Rashford principalmente, já que no jogo coletivo, os Red Devils deixaram a desejar.

» SEGUNDO TEMPO

No segundo tempo, o United começa nos primeiros 15 minutos tomando a iniciativa após conversa no intervalo da partida, com mais movimentação do meio campo, Pogba arriscando mais as chegadas na área encostando em Rashford e Martial e Mata buscando serem mais incisivos pelos lados do campo.

Sem dar resultado, Mourinho promove três alterações ao mesmo tempo, colocando Ibrahimovic, Memphis e Young nos lugares de Rashford, Martial e Mata respectivamente, dando indícios de que levar um ponto para Manchester não seria bom negócio e que a vitória sim, seria satisfatória ao United.

Da metade do segundo tempo para frente, as duas equipes se esporam, aumentando o volume de jogo, principalmente pelos lados do campo, dando possibilidades de contra-ataque para ambos, nesse que foi o mais agitado e melhor período da partida, onde de fato, demonstravam insatisfação com o empate.

E foi no final do jogo que o gol saiu. Em posição de impedimento, o Feyenoord armou jogada pela direita e após o cruzamento por baixo Tonny Vilhena deu números finais a partida que marcou a segunda derrota de José Mourinho no comando do United e de forma consecutiva (clássico contra o Manchester City e estreia da UEL).

Detalhes

Escalações

Feyenoord: Jones, Karsdorp (Nieuwkoop 90′), Botteghin, Van der Heijden, Kongolo, El Ahmadi, Kuyt, Vilhena, Berghuis (Basacikoglu 68′), Jorgensen e Toornstra.

Manchester United: De Gea; Darmian, Bailly, Smalling, Rojo; Schneiderlin, Herrera; Mata (Young 63′), Pogba, Martial (Memphis 63′) e Rashford (Ibrahimovic 63′).

Gols

Feyenoord: Vilhena (79′)

Cartões Amarelos

Feyenoord: Van der Heijden (23′)

Comentários