O Jogo

Precisando vencer o Olympiacos pelo placar de 3X0 para se classificar às quartas da Champions League, o Manchester United começou pressionando a equipe grega. O primeiro lance de perigo aconteceu aos 5 minutos, após Rooney cobrar falta direta em gol, Roberto Gago espalmou para o meio da área, a bola sobrou com Valencia que acabou batendo cabeça com Campbell, pior para o equatoriano que acabou machucando a supercílio esquerdo. O United seguia pressionando, porém com poucos chutes ao gol.

Aos 17 minutos, por muito pouco o placar não foi aberto por Rooney, após lançamento do Ryan Giggs, o camisa 10 do United cabeceou, porém a bola parou no “pé da trave”. Depois de tanto pressionar, o placar foi aberto, em cobrança de pênalti, após lançamento de Giggs, o holandês van Persie foi derrubado por Holebas, aos 23 minutos. Na cobrança o camisa 20 chutou forte no lado esquerdo, Roberto Gago acertou o lado, mas sem chances de defender.

Com o Manchester United pressionando e atacando com intensidade, restava ao Olympiacos jogar no contra-ataque, assim pouco chegou ao ataque, nas poucas investidas, buscava as jogadas pelas laterais, porém sem perigo. Aos 34 minutos, Evra quase ampliou o placar, mas Roberto mandou para escanteio, após Van Persie cobrar escanteio.

Em uma das poucas chances de atacar, o Olympiacos apenas não empatou a partida, graças as duas fantásticas defesa do De Gea, aos 39 minutos. No primeiro lance, Fuster cabeceou no meio, no rebote Dominguez chutou forte no canto, mas o camisa 1 do United, com a ponta do pé, conseguiu mandar a bola para o escanteio.  Em mais uma grande lançamento do veterano Ryan Giggs, desta vez para Rooney, o camisa 10 cruzou rasteiro para o meio da área e encontrou Van Persie, que mandou para o fundo do gol.

Segundo Tempo

A partida reiniciou com o Manchester United pressionando o Olympiacos. E em uma da jogadas de raça do United, na qual Rooney roubou a bola e partiu para o ataque, lançou para Welbeck que se livrou do primeiro marcador, mas foi derrubado pelo segundo marcador e a falta foi marcada. Na cobrança, Van Persie cobrou forte no lado contrário da barreira e acertou no lado direito do goleiro Roberto, que nada pode fazer.

Curiosamente, o Olympiacos passou a pressionar mais após sofrer o terceiro gol, justamente quando o United passou a administrar mais a posse de bola. A equipe grega, assutou aos 65 minutos, quando o brasileiro Leandro Salino cruzou e Fuster chutou de primeira, porém o chute foi no meio e De Gea conseguiu defender.

A cada minuto que se passava, era visível o recuo do Manchester United, fato que em alguns momentos assustavam os torcedores do United, uma vez que o Olympiacos passou a chegar por mais vezes e com mais intensidade. Em algumas tentativas o Olympiacos ficava só na subida ao ataque, em outras contava com as defesas fáceis ou na difícil defesa do De Gea, no chute cruzado do Domínguez aos 79 minutos. O lance que mereceu detalhe antes do final da partida, infelizmente, foi a contusão do van Persie, após disputa de bola o holandês sentiu dores e foi retirado na maca do campo. Resta esperar até sexta-feira (21/03) para sabermos  qual será nosso adversário nas quartas de final.

Detalhes

Escalações

Manchester United: De Gea; Rafael, Jones, Ferdinand, Evra; Valencia (Young 77′), Carrick, Giggs, Welbeck (Fletcher 82′); Rooney e Van Persie (Fellaini 90′)

Olympiacos: Roberto, Maniatis, Holebas, Manolas, Marcano, Leandro Salino (P. Machado 74′), N’Dinga, Perez (Haedo Valdez 57′), David Fuster (Vergos 82′), Campbell e Dominguez

Gols

Manchester United: Van Persie (25′, 45’+1′ e 51′)

Cartões Amarelo

Manchester United: Carrick (10′), Evra (61′) e Ferdinand (90′)
Olympiacos: Manolas (5′), Dominguez (9′), Salino (62′) e Marcano (90′)

Por Anderson dos Santos
www.mufcbr.com

Comentários