Competições

» O JOGO

Com o calendário apertado e já tendo conquistado a classificação para a próxima Champions League, o Manchester United entrou em campo nesta terça-feira (11), em Old Trafford, para o embate válido pela 36ª da Premier League, contra a equipe do Leicester. Tendo a semana com pouco tempo de descanso de um jogo para outro, Ole Gunnar Solskjær escalou um time bastante modificado, sendo Bailly o único jogador a ter disputado a última partida contra o Aston Villa. Os visitantes começaram melhor a partida, não deixavam o United jogar graças às linhas de defesa dos Foxes e a marcação alta, que dificultavam os Red Devils de saírem trabalhando com a bola do seu campo, erravam passes bobos, muito em virtude da falta de entrosamento desse time, o que já era de se imaginar que aconteceria.

Em jogada rápida que começou desde seu campo, os comandados de Brendan Rodgers conseguirem abrir o placar na marca dos nove minutos. Tielemans se desmarca de Matic e recebe passe em velocidade pela esquerda, ele faz belo cruzamento para área, a bola passa por Vardy mas sobra com Thomas, sem marcação, bater de primeira e fazer um golaço, acertando o ângulo do canto esquerdo do gol de De Gea que, sem qualquer chance de defesa, só ficou olhando a bola indo pra dentro. A situação do Manchester United se complicava ainda mais no confronto, já não conseguia se encontrar dentro do jogo até então, e o tropeço dentro de casa significaria a conquista antecipada do título da Premier League pelo City.

Mas o cenário que era imaginado não aconteceu. Juan Mata volta para fazer a saída de jogo, ele faz longo lançamento até o campo adversário encontrando Diallo que disputa a bola com o marcador, em seguida toca para Greenwood que vinha pisando na área, o jovem recebe e corta pro lado deixando a zaga na saudade, e na sequência chuta cruzado acertando o canto do gol de Schmeichel, deixando tudo igual aos 15 minutos. Após o empate, os Red Devils pareceram se encontrar na partida, conseguiam fazer uma transição mais eficiente do que nos minutos inicias do confronto, mas não chegaram a levar perigo ao gol dos Foxes, tampouco eles ao gol de De Gea.

» SEGUNDO TEMPO

A postura do Manchester United no início segundo etapa era bem melhor que o da primeira, o time parecia já ter se encaixado e dificultava o Leicester de propor o seu jogo. Os primeiros minutos foram de bastante equilíbrio, a única boa chance foi de Iheanacho que recebe lindo passe de Tielemans, o atacante adentra na pequena área e chuta, no entanto De Gea fecha o ângulo e a bola bate em cima dele, em seguida Willians bloqueia finalização de Vardy.

Vendo a oportunidade de virar o jogo, Ole Gunnar Solskjær reforça o time e põe Rashford e Cavani nos lugares de Greenwood e Elanga. Na volta das substituições o Leicester tinha uma cobrança de escanteio para bater pelo lado esquerdo. Albrighton bate no segundo pau e Soyuncu sobe sozinha na pequena área e acerta linda testada na bola, que só parou no fundo da rede, deixando novamente os Foxes na frente no minuto 66 e deixando nulas as chances de título do Manchester United. Os visitantes assustaram novamente os aos 72 minutos. Iheanacho levanta para Vardy na área e o mesmo cabeceia para Tielemans que, de frente pro gol, não alcança a bola, desperdiçando boa oportunidade de aumentar a vantagem.

Querendo buscar de qualquer jeito o empate, os Red Devils se jogam ao ataque e Solskjær coloca Bruno Fernandes no lugar de Diallo aos 78 minutos. Com o camisa 18 em campo, o United usava de bolas alçadas á área do Leicester, mas nenhuma surtia efeito, a defesa adversária conseguia bloquear praticamente todos os avanços dos donos da casa. Em uma das jogadas com a bola ao chão, Bruno ainda consegue uma chance de finalizar mas acaba pegando mal na bola e a mandando para fora. Mesmo com os três minutos de acréscimos o Manchester United não conseguiu impedir a derrota, com o resultado final, Manchester City se torna campeão da Premier League.

Detalhes

Escalações

Manchester United: De Gea, Williams, Bailly, Tuanzebe, Telles, Matic, Van de Beek, Mata, Amad (Bruno Fernandes 78’), Elanga (Cavani 65’) e Greenwood (Rashford 65’)

Leicester: Schmeichel, Castagne, Fofana, Soyuncu, Albrighton, Ndidi, Tielemans, Thomas, Perez (Maddison 65’), Iheanacho e Vardy (Choudhury 80’)

Gols

Manchester United: Greenwood (15’)

Leicester: Thomas (09’) e (66’)

Comentários