Competições

» PRÉ-JOGO

Passada a pausa da Premier League devido a data FIFA, o United volta a campo visitando o West Bromwich no The Hawthorns. Apesar do desfalque de Wayne Rooney, que cumpre o segundo dos três jogos de suspensão, os Red Devils conseguiram recuperar bons nomes que estavam no departamento médico como Ander Herrera e Phil Jones; Carrick voltou aos treinamentos mas segue inapto para a partida. Do lado dos mandantes, Brown Ideye está de volta, enquanto Ben Foster é desfalque com um problema na panturrilha. A principal esperança da equipe fica pela boa fase de Saido Berahino, autor de cinco tentos no campeonato.

» O JOGO

No início da partida, o United tentava apertar a saída de bola da equipe mandante, no entanto, sem criar chances reais de gol. O West Bromwich sim. Logo aos oito minutos, em descida pela direita de Wisdom, Sessegnon recebeu cruzamento na medida para acertar belíssima finalização no ângulo de De Gea, abrindo o placar.

Com 18 minutos, a primeira chance real da equipe de Manchester. Em lançamento de Blind, Di Maria finalizou cruzado e exigiu boa defesa de Myhill. Os visitantes tentavam entrar na defesa adversária, todavia, quando o faziam encontravam uma barreira de defensores do West Bromwich postados a frente da área, assim, muitas vezes insistiam em cruzamentos.

Faltando 15 para o intervalo, outra finalização de Di Maria dando trabalho para o goleiro Myhill. O tempo passava e seguia a dificuldade de penetrar a defesa adversária; era preciso mais vontade e criatividade para fazê-lo, a insistência baseava-se nos cruzamentos. Já os mandantes mantinham a defesa compacta e lutavam pelos espaços na possibilidade de um contra-ataque.

» SEGUNDO TEMPO

Na volta do intervalo Fellaini entrou no lugar de Herrera, que acabara de voltar de lesão e teve péssima atuação na primeira etapa. Com dois minutos do segundo tempo, uma surpresa: Fellaini matou a bola no peito, escapou da marcação e acertou uma pancada no ângulo de Myhill. Um golaço da novidade de Van Gaal pra etapa final, o primeiro do belga com a camisa do United. Jogo empatado em 1 a 1.

O Manchester voltou bem melhor do intervalo. Mais movimentação e disposição tática e física, os espaços começavam a surgir. Entretanto quem conseguiu marcar o segundo gol antes foi o West Browmwich. Berahino recebeu belo passe e, em falha defensiva, teve condições legais para, livre, tocar no canto de De Gea.

Com 71 da segunda etapa, Falcao entrou no lugar de Mata na intenção de dar mais poder ofensivo à equipe visando o empate. Dois minutos mais tarde, van Persie acertou bela finalização na trave e, no rebote, Januzaj jogou por cima da meta. Di Maria, exausto, saiu para a entrada de Young. O tempo se esgotava e o West Bromwich lutava para manter e assegurar a até então boa vitória.

A dificuldade de atacar era enorme. Faltando três para o fim do tempo regulamentar, um alívio para a torcida Red Devil. Blind acertou lindo chute colocado de fora da área e empatou o jogo. Primeiro gol do volante holandês com a camisa vermelha. O jogo ainda prometia mais emoção.

Era pressão total do United. Bola na área e na raça os visitantes tentavam a virada. Porém, o esforço fora insuficiente e a partida acabou empatada. Com o resultado, os Red Devils passam a ocupar a sexta posição e agora terão três partidas decisivas. Dos próximos quatro jogos, três são: Chelsea, Manchester City e Arsenal.

[divide icon=”square”]

Detalhes

Escalações

West Bromwich: Myhill; Wisdom, Lescott, Dawson, Pocognoli; Gardner, Brunt, Morrison, Dorrans, Sessegnon (Mulumbu 86′); Berahino.

Manchester United: De Gea; Rafael, Jones, Rojo, Shaw; Blind, Herrera (Fellaini 45′), Di Maria(Young 76′), Mata (Falcao 71′); Januzaj, van Persie.

Gols

West Bromwich: Sessegnon (8′) e Berahino ( 65′)
Manchester United: Fellaini (47′) Blind (87′)

Cartões Amarelos

West Bromwich: Morrison (38′)
Manchester United: Blind (83′) e Rojo (93′)

Por Breno Zonta
www.mufcbr.com

Comentários