_72462187_manutd2

Pré-Jogo

Na noite desta quarta-feira (22/01) o Manchester United recebeu o Sunderland na partida de volta pela semifinal da Capital One Cup.

O Jogo

Nos primeiros minutos da partida parecia que o Manchester United que tinha entrado em campo era totalmente diferente dos que haviam entrado nos últimos tropeços. Logo no início da partida, após cruzamento da direita, Chicharito obrigou o goleiro adversário a fazer uma defesa praticamente em cima da linha. Mas foi o único lance de perigo do Manchester United. A partir desse lance parecia que quem jogava em casa era o Sunderland.

A equipe visitante tinha a posse de bola mas não tinha tanta contundência, a única chance clara do Sunderland na primeira etapa foi com Borini. O italiano arriscou de fora da área e a bola passou por cima do gol de De Gea. Mas o objetivo do Sunderland era amarrar o jogo e fazer valer a vantagem do empate.

Apesar de o United não ter a posse da bola e nem tanta organização, aos trancos e barrancos o time chegava ao ataque com jogadas que saíam dos pés de Januzaj e Kagawa. O japonês fez jogada dentro da área e cruzou para Fletcher que carimbou a trave, o rebote caiu nos pés de Welbeck que foi travado na hora do chute. O lance continuou e resultou em um escanteio para o United. Aos 36′ Januzaj foi para a cobrança, Welbeck desviou e Evans sozinho na pequena área cabeceou para o fundo da rede abrindo o placar para o Manchester United.

A partir desse momento o United estava levando a partida para a prorrogação e na prorrogação o United teria a vantagem do gol marcado fora de casa. Então o Sunderland parou de amarrar o jogo e colocou pressão nos minutos finais da primeira etapa e quase empatou a partida aos 40′. Após cobrança de escanteio, Brown subiu mais que todo mundo e cabeceou para o gol, mas Büttner estava no meio do caminho e evitou o gol.

Segundo Tempo

Na segunda etapa o United veio com o intuito de segurar a partida e sair no contra-ataque para assim conseguir a classificação sem ser necessária a prorrogação. O United tentou aumentar a vantagem com Januzaj e Rafael e o Sunderland que ainda tinha a posse de bola mas pouca contundência respondeu com Adam Johnson e Alonso.

No último lance do tempo regulamentar Januzaj cobrou uma falta mas só serviu para Mannone fazer pose para foto.

Com o resultado de 1×0 no tempo regulamentar a partida foi para a prorrogação.

Prorrogação

O primeiro tempo da prorrogação foi morno, a melhor oportunidade foi do Manchester United. Januzaj ganhou a disputa com Colback e lançou Chicharito que arrancava sozinho em direção ao gol mas a finalização não foi das melhores.

O segundo tempo da prorrogação já foi mais quente, enquanto Januzaj desperdiçou mais um contra-ataque do United, o Sunderland colocava pressão total e a cada minuto que se aproximava do fim a pressão aumentava. Mas o que viria a seguir ninguém imaginava.

Aos 28′ do segundo tempo da prorrogação a bola sobrou na entrada da área para Bardsley, ex-united, ele arriscou, a finalização não foi uma das melhores, mas para a minha tristeza, a sua tristeza, a tristeza de Moyes e a tristeza de todos os torcedores mancunianos que estavam em Old Trafford, De Gea falhou feio e engoliu um ‘mega frango’. Enquanto os torcedores e jogadores do Sunderland comemoravam, os jogadores do United não acreditavam no que havia acontecido. David Moyes fechava os olhos como se fosse o fim.

Mas ainda não era, no momento em que a bola voltou a rolar o Manchester United foi com tudo para o ataque, lançando bolas para a área e a zaga cortando. Em um desses lances, a bola foi cortada e Fletcher com toda sua experiência colocou a bola no chão, tocou para Januzaj que tabelou com Smalling e rolou para o meio da área onde Chicharito Hernandéz livre e desequilibrado colocou a bola no fundo da rede para euforia total do torcedor Red Devil. A partida estava indo para os pênaltis e o torcedor mancuniano pôde manter a esperança.

Pênaltis

O pênaltis representavam o último pingo de esperança do torcedor do Manchester United. Representava a chance de De Gea se redimir pelo erro. Mas o United em tese não tinha seus melhores cobradores, Rooney e Van Persie já estavam machucados. Chicharito pediu para não cobrar pois não tinha condições pois estava com câimbras. Kagawa já havia sido substituído no decorrer do jogo. Carrick já havia se lesionado no início da prorrogação dando lugar a Jones. Quem seriam os cobradores do Manchester United?! E para a marca da cal foram: Welbeck, Fletcher, Januzaj, Jones e Rafael, respectivamente.

Gardner cobrou o primeiro pênalti para o Sunderland e mandou por cima da meta. Welbeck foi o primeiro cobrador do United e seguiu o mesmo exemplo de Gardner, mandou por cima do gol de Mannone.

Steven Fletcher foi para a bola e De Gea caiu para fazer a defesa, e Darren Fletcher não foi no mesmo rumo de seu xará e colocou no cantinho para abrir o marcador a favor do Manchester United,

Alonso foi o terceiro cobrador do Sunderland, ele foi para a bola e empatou a partida. Eis que então o nosso melhor jogador na partida, Adnan Januzaj foi para a batida. Ele não pegou muita distância e contrariando o pensamento de muitos, o jovem jogador bateu mal e desperdiçou o pênalti para o United.

O quarto jogador do Sunderland foi Ki, o coreano foi para a cobrança, não desperdiçou e virou o marcador para a equipe visitante. Phil Jones foi o responsável pela quarta cobrança do Manchester United e o “animal” fez a bola voar por cima da meta.

O classificação do Sunderland estava nos pés de Adam Johnson, ele correu e De Gea pulou para fazer a defesa e fazer o United respirar mais um pouco. Porém de nada adiantou o trabalho de De Gea, Rafael foi para a última cobrança e Mannone caiu, defendeu e classificou o Sunderland para a final da Capital One Cup em Wembley contra o Manchester City.
Enquanto o Manchester United foca na Premier League e na UEFA Champions League

Detalhes

Escalações

Manchester United: De Gea; Rafael, Smalling, Evans, Büttner (Evra 85), Januzaj, Carrick (Jones 95′), Fletcher, Kagawa (Valencia 61′), Welbeck e Hernandez

Sunderland: Mannone; Bardsley, O’Shea, Brown, Alonso; Johnson, Ki, Cattermole (Gardner 82′), Colback, Borini (Altidore 86′) e Fletcher

Gols

Manchester United: Evans (37′) e Hernandez (121′)
Sunderland: Bardsley(119′)

Cartões Amarelo

Stoke City: Borini (65′)O’Shea (90′), e Gardner (110′)

Por Walter Junior
www.mufcbr.com

Comentários