Competições

» PRÉ-JOGO

Em vista a sétima vitória consecutiva na Barclays Premier League, o embalado Manchester United visita a equipe do Aston Villa no Villa Park. Os Villans ocupam a 12 posição na tabela e não contam com Richardson e Hutton, suspensos, além de Tom Cleverley, emprestado pelo United, e portanto inelegível para o prélio. Do lado do United, Rafael e Di Maria devem estar no banco, porém não 100% para o jogo; enquanto Blind, Fellaini(doente), Smalling, Rojo e Shaw seguem de fora lesionados.

» O JOGO

Logo no começo da partida, em jogada pela esquerda de Young, van Persie tentou completar o cruzamento, mas furou na hora de fazê-lo e a bola saiu lentamente pela linha de fundo. O Aston Villa tinha dificuldades para jogar, uma vez que o United pressionava a saída da equipe adversária e dava combate já na primeira linha dos três zagueiros, possibilitando uma remota roubada de bola já no ataque.

O perigo de jogar com três zagueiros, como já o fora contra o Liverpool, voltava a assombrar os torcedores do United. As infiltrações entre os zagueiros mancunianos sempre são armas para as equipes que enfrentam os Red Devils. Todavia não fora assim o primeiro gol dos villans: Benteke ficou com a bola dentro da área, teve espaço e categoria para tirar de Evans, e a colocou no ângulo de De Gea. Golaço do belga. Villa 1 a 0.

Só aos 32 minutos o United voltou a levar perigo à meta de Guzan. Young levantou bola com curva na área, ninguém a cabeceou, e quase enganou o goleiro da equipe mandante, que fez bela defesa. O tempo passava e o cenário do jogo era o mesmo: o United ficava com a bola, porém não criava e ficava preso na retranca do Villa.

A primeira etapa se deu por encerrada com o placar de 1 a 0 para os donos da casa. A derrota parcial exigia mais criatividade do meio campo do United que tinha em Fletcher uma arma previsível e falha, em Mata uma criatividade apagada por sua omissão, e nos demais jogadores pouco êxito em adentrar a zaga dos villans. Era preciso mudar.

» SEGUNDO TEMPO

Logo no iníco da etapa complementar, De Gea salvou o United do segundo gol de Benteke: o belga cebeceou forte e, no reflexo, o espanhol espalmou por cima. No lance subsequente duas boas chances dos visitantes: a primeira em chute prensado de van Persie frente a frente com GUzan; e a segunda em finalização da entrada da área de Mata, também dando trabalho para o goleiro dos villans.

Aos 53, porém- e ainda bem-, o gol de empate saiu. Cruzamento da esquerda de Young encontrou a cabeça artilheira de Falcao Garcia que, como se espera, não perdoou. Belo gol do colombiano, o segundo com a camisa vermelha. Tudo igual, 1 a 1. Ainda no êxtase do gol de empate, van Persie arriscou uma bicicleta de dentro da área, contudo sem sucesso.

Visando o gol da virada, van Gaal sacou seu conterrâneo van Persie e colocou Di Maria- que volta de lesão. Aos 65 minutos, uma entrada desnecessária de Agbonlahor em Young causou alvoroço na torcida do Villa e felicidade na torcida do United: o meia atacante da equipe mandante fora expulso de campo. Villa com um a menos.

Em contrapartida à pressão do United, o Villa quase acabou com as perspectivas dos visitantes: Bacuna, que acabara de entrar no jogo, arriscou arremate de longa distância, e a bola passou rente ao travessão de De Gea. O United pressionava os mandantes, mas insistia demasiadamente em cruzamentos sem muito fundamento de Young- agora pela direita.

Entretanto a partida terminou por empatada. Um primeiro tempo que deixou a desejar e um segundo tempo de melhora, sobretudo com a saída de bola com Carrick no lugar de Fletcher, e uma expulsão de Agbonlahor construíram o cenário do jogo, de final 1 a 1. Com o empate o United ainda é terceiro, mas se afasta de City e Chelsea na briga pelo título.

[divide icon=”square” color=”#000000″]

Detalhes

Escalações

Aston Villa: Guzan; Vlaar, Okore, Clark; Lowton, Sanchez, Delph, Cissokho (Bacuna 79′); Weimann (N`Zogbia 79′), Agbonlahor e Benteke.

Manchester United: De Gea; Jones, Carrick, Evans; Valencia (Wilson 73′), Fletcher (Blackett 45′), Rooney, Young; Mata; van Persie (Di Maria 61′) e Falcão.

Gols

Aston Villa: Benteke (17′)
Manchester United: Falcão (53′)

Cartões Amarelos

Aston Villa: Guzan (74′)
Manchester United: Blackett (74′)

Cartões Vermelhos

Aston Villa: Agbonlahor (65′)

Por Breno Zonta
www.mufcbr.com

Comentários