Competições

» O JOGO

Com as derrotas dos adversários na briga pelas vagas na Champions League, o United ficou ainda mais vivo na disputa. Diante do bom momento e dos bons resultados, o Manchester United repitiu a escalação da últimas duas partidas, para enfrentar o Bounermouth pela 33º rodada da Premier League. A partida começou com o United se movimentando muito, como de costume, enquanto que o Bournemouth fazia uma partida contida. Apesar do certo domínio, os red devils só conseguiram finalizar aos 9 minutos, com Bruno Fernandes aproveitando a bola lançada pelo Rashford e tocou por cima do Ramsdale, mas a finalização não saiu como esperado e passou longe do gol.

As equipes faziam uma partida sem grandes momentos, até que o Bournemouth abriu o placar aos 15 minutos, em rara jogada ofensiva e na primeira finalização, o Stanislas aproveitou a bola cruzada que passou por toda defesa, na primeira tentativa o camisa 19 teve o chute bloqueado, porém ficou com a bola para dar uma caneta no Maguire e chutar por cima do braço direito do De Gea, que buscava fechar o ângulo, para marcar. O United buscava se ajustar em campo para poder responder, aos 18 minutos Rashford cobrou falta frontal no lado esquerdo e obrigou o Ramsdale a fazer boa defesa.

Os visitantes conseguiam criar algumas oportunidades ofensivas, contudo as finalizações não ofereciam perigo. O United seguiu com seu jogo de troca de passes e chegou ao empate aos 28 minutos, em boa movimentação ofensiva, Rashford recebeu na direita passe longo do Matic, passou para o Bruno Fernandes que encontrou o Greenwood livre na esquerda para chutar forte, o Ramsdale ainda tocou na bola, mas não evitou o gol. Com o empate, os red devils ganhavam espaços e virou o placar aos 32 minutos, o Smith foi tentar cortar uma bola tocada para dentro da área, acabou tocando com a mão, o Mike Dean marcou o pênalti, Rashford cobrou no canto esquerdo do Ramsdale, que pulou para o lado certo, mas não alcançou.

Quando o resultado parecia definido para primeira etapa, o United marcou o terceiro gol aos 46 minutos, Martial recebeu o passe no lado esquerdo, foi levando para o centro e em um belo chute cruzado, mandou no ângulo esquerdo do Ramsdale, o goleiro adversário não teve qualquer chance de defender.

» SEGUNDO TEMPO

A segunda etapa começou muito movimentada, no primeiro minuto o Bournemouth teve uma grande chance na finalização Cook, aproveitando a bola passada pelo King, da entrada da área, o De Gea fez grande defesa. A bola sobrou com o Danjuma na esquerda, o camisa 14 chutou cruzado e acertou a trave direita do De Gea. Dois minutos depois, o Matic recuou a bola para o Bailly, que havia entrado no lugar do Lindelof, o camisa 3 tentou o domínio, entretanto a bola veio pelo alto, o zagueiro pulou e a bola tocou no seu braço, após análise do VAR o pênalti foi marcado. Joshua King cobrou a meia altura no lado direito do De Gea, que pulou no mesmo lado, mas não conseguiu defender.

O lances iniciais motivaram os visitantes, que conseguiram o empate com o Danjuma aos 51 minutos, contudo o lance foi invalidado pela posição de impedimento. Assim como na primeira etapa, os red devils conseguiram voltar a impor seu futebol e chegou ao quarto gol aos 53 minutos, Greenwood aproveitou o passe do Matic na entrada da área, foi levando para o lado direito e chutou com a direita para marcar um golaço. A pressão ofensiva continuou e o quinto gol red devil aconteceu aos 58 minutos, Bruno Fernandes cobrou falta da entrada da área, mandando no canto direito do Ramsdale, que não conseguiu alcançar a bola.

O United até conseguiu marcar novamente com o Rashford aos 64 minutos, mas o camisa 10 estava impedido. O ritmo foi diminuindo e os lances ofensivos ficavam escassos, o Bournemouth não conseguia mais oferecer perigo e nos minutos finais sofreu vários chutes. O Shaw teve uma oportunidade de marcar aos 82 minutos, ao receber passe no lado esquerdo dentro da área e de primeira tentou encobrir o Ramsdale, mas o goleiro adversário conseguiu defender. Dois minutos depois o Bruno Fernandes deu passe em profundidade para o Ighalo, o camisa 25 conseguiu tirar do goleiro, mas para fora do gol.

Nos acréscimos o United chegou muito perto de ampliar, contudo o Ramsdale fez grandes defesas, na primeira delas aos 91 minutos, o Pogba cobrou falta com muito perigo, o Ramsdale espalmou e na continuação da jogada, o Bruno Fernandes chutou cruzado do lado esquerdo,  novamente o goleiro adversário fez boa defesa. Fred chutou da entrada da área, apesar do efeito no chute, o camisa 12 adversário fez grande defesa. A vitória pressiona os adversários na busca pela vaga na Champions League e chega a 16 jogos de invencibilidade.

Detalhes

Escalações

Manchester United: De Gea, Wan-Bissaka, Lindelöf (Bailly 45′), Maguire, Shaw; Pogba , Matic (Fred 66′); Greenwood (Daniel James 74′), Rashford (Mata 79′), Bruno Fernandes e Martial (Ighalo 79′)

Bournemouth: Ramsdale, Smith (Stacey 76′), Aké, Kelly, Rico; Cook (Wilson 65′), Lerma, Brooks (Danjuma 45′), Stanislas (Gosling 65′); King e Solanke (Billing 65′)

Gols

Manchester United: Greenwood (28′ e 53′), Rashford (34′), Martial (46′) e Bruno Fernandes (58′)

Bournemouth: Stanislas (15′) e Joshua King (48′)

Cartões Amarelos

Bournemouth: Lemar (30′)

Comentários