Competições

» PRÉ-JOGO

Após o empate contra o PSV, o United foi para a partida contra o Leicester podendo assumir a liderança, desde que vencesse o confronto. O destaque antes da partida ficou por conta da escalação de três defensores.

» O JOGO

Diferentemente da partida contra o PSV, o início do confronto entre United e Leicester teve muita movimentação, troca de passes e velocidade nos contra-ataques de ambas equipes. Apesar de uma maior posse do bole, durante dos 15 primeiros minutos, o United enfrentava o crônico problema de falta de criação dos jogadores de meio de campo.

O United deu uma melhorada e passou a insistir nas jogadas pela esquerda com Young, entretanto os cruzamentos não surtiam efeito, enquanto que o Leicester se fechou, assim não permitindo que os red devils pudessem jogar. No momento da partida que o United demostrou ter o domínio da partida, eis que o predestinado Vardy abriu o placar, após cobrança de escanteio, o goleiro Schmeichel mandou a bola para o lateral Fuchs, partir pela direita e fazer um perfeito passe para o camisa 9 dominar e bater na saída do De Gea e marcar seu 11º gol nos últimos 11 jogos pela Premier League, aos 24 minutos do primeiro tempo.

Após o gol, a equipe da casa se impos e passou a dominar a partida, pressionando e fazendo o papel de time grande, que tem o pleno domínio contra o adversário, que outrora era do United. Mesmo com o domínio do Leicester, o Manchester United acabou encontrando o gol no minuto final da primeira etapa, após cobrança de escanteio, Schweinsteiger se livrou da marcação do Okazaki e cabeceou para empatar o placar no King Power Stadium.

» SEGUNDO TEMPO

O United voltou mais ofensivo para a segunda etapa, passando os minutos iniciais sempre a frente no campo de ataque. Em jogada parecida com a do gol de empate, dessa vez em cobrança de falta, Young mandou a bola na cabeça do alemão Schweinsteiger, que cabeceou com força no meio do gol, porém o dinamarquês Schmeichel fez bela defesa, na continuação do lance, Rooney deu de peixinho na bola, mas estava impedido.

As armas do Leicester era recuar e fechar a equipe, buscando jogar no contra-ataque e foi assim que quase saiu o segundo gol dos Foxes, quando Mahrez partiu, em velocidade, da zona de defesa e fez o passe para o argentino Ulloa, que dentro da grande área, limpou a marcação e chutou com perigo, mas o espanhol De Gea fez uma grande defesa, aos 66 minutos.

Os minutos finais não tiveram destaques, ao United faltava poder de criação, enquanto que o resultado não era ruim para a equipe mandante, faltando objetividade aos Foxes.

Detalhes

Escalações

Leicester: Schmeichel, Simpson (De Laet 80′), Morgan, Huth, Fuchs, Mahrez, Kante, Drinkwater, Albrighton (Schlupp 70′), Okazaki (Ulloa 60′) e Vardy.

Manchester United: De Gea, Darmian, Smalling, McNair, Blind, Carrick, Schweinsteiger, Mata, Young, Rooney (Memphis 68′) e Martial.

Gols

Leicester: Vardy (24′)
Manchester United: Schweinsteiger (45′)

Cartões Amarelos

Manchester United: Young (14′)

Comentários