man-city-e-superior-em-old-trafford-e-vence-o-derby-de-manchester

» PRÉ-JOGO

Um jogo em que reuniu os dois elencos mais caros da Inglaterra, fazendo com que se tornasse o Derby mais caro da história e com a expectativa do duelo Mourinho x Guardiola, foi o time visitante que se deu melhor vencendo o clássico por 2×1 com superioridade durante 3/4 do jogo. Com isso, Mourinho sofre a primeira derrota no comando do United e jogando em casa, no Old Trafford.

» O JOGO

Início de jogo que surpreendeu de certa forma o United, com o time visitante tendo a superioridade em campo, com maior posse de bola, ganhando o meio campo de forma muito fácil, Fernandinho desempenhando uma função de 1° volante muito bem, anulando todas as tentativas de saída dos Red Devils da defesa pro ataque.

Sem criatividade, muitos erros de passe e uma partida apática de Lingard e Blind no primeiro tempo, o City chega ao primeiro gol, após falha generalizada da defesa, que olhou um lançamento que veio do campo de defesa até os pés de De Bruyne, que mandou pro gol sem marcação alguma e sem chances para o goleiro De Gea.

Acuado na defesa e sem condições de criação de jogada, muito pelo fato do adversário ter se armado de uma forma mais eficiente para o jogo, dominando certa de 3/4 do campo durante toda a primeira etapa, os azuis de Manchester chegam ao segundo gol, mostrando em campo e no placar a sua superioridade tática. Ibrahimovic ainda marcou um gol no final do primeiro tempo após falha do goleiro Bravo, naquela que foi a primeira chance efetiva de gol do United durante o jogo.

» SEGUNDO TEMPO

Com duas alterações no intervalo no time da casa (Herrera e Rashford nos lugares de Mkhitaryan e Lingard), o United por 15 minutos conseguiu igualar a força no meio campo, dando maior volume de jogo a equipe e conseguiu algumas oportunidades de gol, porém com pouco perigo para o goleiro Bravo, que demonstrou durante o jogo uma dificuldade de jogar com os pés, estratégia que foi muito trabalhada por Guardiola nos tempos de Bayern de Munique com Manuel Neuer.

Com o decorrer do segundo tempo, o jogo voltou a ter um equilíbrio com as alterações no time do City, fazendo com que o United voltasse a ter dificuldades de criação no meio campo e principalmente para chegar ao ataque e com isso o jogo indicava que o resultado se manteria até o final.

No final do jogo, Mourinho colocou Martial no lugar de Shaw (que fez boa partida defensiva) e sobrecarregou Bailly na defesa e praticamente o time ficou exposto durante os 15 minutos finais, abusando da bola aérea, porém assim como todo o jogo mostrou, hoje não era dia do ataque do United que foi inofensivo e o meio campo se mostrou estático, sem movimentação e alternativas de furar o bloqueio do City e com isso, a primeira derrota na temporada 2016/2017 acontece em casa e no Derby de Manchester.

Detalhes

Escalações

Manchester United: De Gea, Valencia, Bailly, Blind, Shaw (Martial 81′), Fellaini, Pogba, Mkhitaryan (Herrera 46′), Rooney, Lingard (Rashford 46′), Ibrahimovic.

Manchester City: Bravo, Sagna, Otamendi, Stones, Kolarov, Fernandinho, De Bruyne, (Zabaleta 90′), Silva, Sterling (Sane 60′), Nolito, Iheanacho (Fernando 53′).

Gols

Manchester United: Ibrahimovic (42′)
Manchester City: De Bruyne (15′), Iheanacho (36′)

Cartões Amarelos

Manchester United: Bailly (45′), Ibrahimovic (51′), Fellaini (52′) e Rooney (83′)
Manchester City: Silva (41′) e Fernandinho (95′)

Comentários