O Jogo

Buscando não se afastar ainda mais dos primeiros colocados da Premier League, o Manchester United começou a partida pressionando a equipe do Fulham, além de intesificar as jogadas pelas laterais. A primeira oportunidade de gol, surgiu quando Young lançou para Van Persie, na esquerda, mas que foi bloqueado na hora do chute.

Mesmo com toda pressão e investidas do United, o placar foi aberto pelo Fulham aos 18 minutos, quando Holtby lançou, por alto, para Sidwell que recebeu nas costas da zaga do United e mandou para o fundo das redes de De Gea, no primeiro chute a gol do Fulham. Apesar da desvantagem no placar, o Manchester United não diminui a pressão, mas não aproveitava as chances de gol, como por exemplo aos 22 minutos, quando Rafael fez cruzamento na segunda trave para Van Persie, porém a bola pegou “na canela” do holandês, passando muito longe do gol. Mesmo com mais posse de bola e inúmero cruzamentos, o Manchester finalizou apenas 5 vezes, com apenas um chute a gol, até os 30 minutos inciais.

Em uma cobrança de escanteio a favor do United, aos 37 minutos, quem quase marcou foi o Fulham, após Rooney mandar a bola para o meio da área, a zaga do Fulham cortou e Tankovic aproveitou para correr até a entrada da área do United e tocar para Richardson, que tentou encobrir De Gea, mas mandou por cima do gol.

O United ainda ofereceu perigo aos 38 minutos, quando Carrick e Van Persie arriscaram chutar, mas pararam Stekelenburg e na defesa, respectivamente. No mais, a partida não mudou, enquanto o United insistia nos lançamentos para área, o Fulha chegava com perigo nos contra-ataque.

Segundo Tempo

A etapa final começou da mesma forma que terminou o primeiro tempo, com o Manchester United abusando dos cruzamentos, mas com nenhuma chance de gol. No melhor momento, Young recebeu passe de Mata, abriu com Van Persie, pela lateral, o holandês cruzou rasteiro, mas ninguém tocou na bola. Aos 54 minutos, Stekelenburg fez milagre, no chute de Rooney, que o holandês colocou para escanteio, após cruzamento a bola sobrou com Mata que passou para o camisa 10 do United.

Após o lance do Rooney, Moyes decidiu retirar o Fletcher e colocar o Januzaj, era a esperança de que o Manchester United tivesse mais jogadas trabalhadas e investidas pelo meio, porém a equipe seguiu insistindo nos cruzamentos, mesmo que nenhum deles estivessem levando perigo ao gol do Fulham.

“Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura”, foi assim que o Manchester United conseguiu empatar. Evra fez o cruzamento, Mata tentou o chute, mas ficou na zaga, Dan Burn tentou cortar, mas mandou a bola fpara Mata que tentou o chute, porém Van Persie desviou a bola para o fundo da rede e tirar o grito de gol que estava preso na garganta de vários red devils.

Embora tivesse empatado a partida com chute em gol, o United insistia nos cruzamentos, até que um serviu para algo quando aos 80 minutos, após cruzamento do Evra, a zaga do Fulham afastou e a bola sobrou com Carrick que chutou da entrada da área, a bola ainda desviou antes de parar no fundo das redes. Com a vantagem no placar, o United diminuiu os cruzamentos e passou a tocar a bola e procurar jogadas pelo meio, em uma dessas jogadas, Juan Mata arriscou o chute, mas a bola apenas passou perto do gol.

Já o Fulham procurava jogar nos erros do United e foi em um dos erros, que o Fulham empatou a partida a um minuto do fim da partida, após Vidic cabecear para frente, Sidwell ficou com a bola, lançou para Richadson parti livre pela esquerda e chutar forte, De Gea espalmou para dentro da área e Bent, sem marcação, mandou para o gol. Empate no Old Trafford que teve um público de 74,966, o menor do Manchester United, em partidas, em casa, válidas pela Premier League.

Detalhes

Escalações

Manchester United: De Gea, Rafael (Valencia 69′), Smalling, Vidic, Evra; Mata, Carrick, Fletcher (Januzaj 62′), Young (Chicharito 69′); Rooney e van Persie

Fulham: Stekelenburg; Riether, Burn, Heitinga, Riise; Tunnicliffe (Parker 65′), Sidwell, Kvist (L. Cole 80′), Richardson; Holtby e Tankovic (Bent 45′)

Gols

Manchester United: Van Persie (88′) e Carrick (80′)
Fulham: Sidwell (18′) e Bent (94′)

Por Anderson dos Santos
www.mufcbr.com

Comentários