Competições

» PRÉ-JOGO

21 de Novembro de 2015, foi a data da última vitória do Manchester United, depois foram três empates e três derrotas seguidas, resultando em pressão para Louis van Gaal, que durante a semana ficou apenas 5 minutos na sala de entrevista, saindo irritado com o fato dos jornalistas terem afirmados que o holandês seria demitido.

» O JOGO

Aparentemente desmotivado, o Manchester United buscava sair para o jogo nos erros do Stoke City, que assustava nas cobranças de faltas. Na primeira, em cobrança frontal aos 9 minutos, Arnautovic não assustou. Seis minutos depois, Shaqiri mandou a bola para dentro da área, a zaga cortou e o rebote ficou com Bojan, que teve o chute bloqueado pelo Blind.

O United também utilizou da cobrança de falta para criar sua primeira oportunidade de gol com Memphis Depay, que não assustou na sua tentativa de lançamento e B viu Butland defender tranquilamente aos 17 minutos. O placar foi aberto pelo Stoke numa falha do Depay, após Cameron tentar lançar para Glen Johnson, o camisa 7 do United tentou recuar a bola para o De Gea, porém acabou dando um passe para o lateral do Stoke cruzar para Bojan dominar e abrir o placar com 19 minutos de jogo.

Com o gol sofrido o natural era que os diabos vermelhos partissem para o ataque, mas o que aconteceu é que o Stoke passou a pressionar ainda mais e ampliou o placar, aos 25 minutos, em jogada pós cobrança de falta, Bojan acertou a barreira, a bola sobrou para Arnautovic, que chutou forte e acertou o angulo direito do goleiro De Gea.

Com a desvantagem no placar, restou aos comandados de Van Gaal arriscarem algo em busca de reverter a situação. Aos 28 minutos, Fellaini perdeu a oportunidade de diminuir o placar, após Butland espalmar a cobrança de falta do Depay, por sorte o bandeirinha havia marcado impedimento do belga. A última oportunidade de perigo do primeiro tempo foi da equipe mandante, Arnautovic recebeu entre a dupla de zaga red devil e chutou cruzado, porém a bola saiu pela linha de fundo.

» SEGUNDO TEMPO

O United voltou melhor para os últimos 45 minutos, porém não conseguia criar oportunidades de gol e mesmo quando criou, parava nas defesas do goleiro Butland, como no chute do belga Fellaini após cruzamento rasteiro do Rooney, o camisa 27 chutou rasteiro, mas fez bela defesa aos 63 minutos.

Na tentativa de reagir, o United foi insistindo em marcar o gol, Herrera arriscou o chute cruzado de fora da área, aos 65 minutos, porém a bola passou muito longe do gol. O Stoke saia com velocidade no contra-ataque e levou perigo quando Bojan tentou o cruzamento para Arnautovic, Young tentou o corte e obrigou que o De Gea fizesse a defesa.

As lances de perigo eram do Stoke, com ataques rápidos e pelas laterais do campo, foi assim que Bojan recebeu passe, invadiu a área e chutou cruzado, porém De Gea afastou a bola, aos 79 minutos. Martial respondeu, aos 84 minutos, com chute colocado de fora da área, porém Butland mandou para escanteio.

A última oportunidade do United foi com Mata, após Rooney receber e se atrapalhar com a bola, restou dar o passe para o espanhol que chutou forte e mais uma vez o goleiro do Stoke fez ótima defesa.

» MELHORES MOMENTOS

Detalhes

Escalações

Stoke City: Butland, Johnson, Shawcross, Wollscheid, Pieters, Whelan (van Ginkel 46′), Cameron (Adam 75′), Shaqiri (Diouf 65′), Afellay, Arnautovic e Bojan

Manchester United: De Gea, Young, Smalling, Jones, Blind, Carrick, Herrera (Pereira 82′), Mata, Fellaini, Memphis (Rooney 46′) e Martial

Gols

Stoke City: Bojan (19′) e Arnautovic (26′)

Cartões Amarelos

Stoke City: Bojan (49′)
Manchester United: Young (25′) e Pereira (83′)

Comentários