Competições

» PRÉ-JOGO

Quando saiu o sorteio da Capital One Cup e se viu que o Manchester United iria enfrentar o MK Dons (time de terceira divisão) não era difícil encontrar um Red Devil que não tivesse certeza que o United golearia.

Mas para a nossa surpresa, o Manchester United foi humilhado. Sim, humilhado. Louis Van Gaal, que ainda não venceu jogos oficiais com o Manchester United, notoriamente menosprezou o adversário. Colocou em campo um time quase todo reserva (De Gea e Evans são titulares) e jogadores que nem haviam disputado jogos oficiais ainda (Andreas Pereira e Saidy Janko).

» O JOGO

O Manchester United até começou bem a partida. Teve boas chances com passes de Welbeck, Anderson e Kagawa que não foram aproveitados por Chicharito e Welbeck. Chutes de média distância de Nick Powell que me fizeram gritar ‘gol’.

Mas ninguém contava que o capitão daquela noite, Jonny Evans, falharia clamorosamente. O norte-irlandês errou na saída de bola e deu a bola de presente para o adversário que pegou a defesa toda aberta e Grigg abriu o placar para o time anfitrião.

Depois disso começamos a ver o Manchester United que vimos nas duas primeira partidas da Premier League. Aquele que leva o gol e se perde, erra passes fáceis e que não consegue criar e foi assim até o fim do primeiro tempo que terminou 1×0 para o MK Dons.

» SEGUNDO TEMPO

Van Gaal voltou para o segundo tempo sacando Janko e lançando o belga-brasileiro e debutante, Andreas Pereira. Mas de nada adiantou. O time continuou sem criação. Uma falta na beira da área foi desperdiçada por Andreas.

Foi então que o que já era ruim, ficou pior. Talvez o maior símbolo da humilhação. Ataque do MK Dons, cruzamento da esquerda e Grigg sozinho na pequena área mandou de peito para o gol. Sim, de peito e conscientemente. Simplesmente um golaço.

Foi aí que Van Gaal se perdeu de vez. Colocou o garoto James Wilson, mas tirou Nick Powell e não Chicharito que estava mal demais em campo.

Wilson, por sinal, foi o jogador do United que criou as melhores chances do United. Um chute de fora da área que tinha a direção do ângulo e uma bela cabeçada, ambas defendidas pelo goleiro adversário.

Se 2×0 e a apatia já tava ruim, 3×0 e 4×0 fecharam o caixão. Ambos os gols marcados por Afobe, jogador que veio do banco. Ambos os gols, foram gols de placa. E pensar que se não fosse De Gea e suas boas defesas, o vexame seria pior. E com esse sacode, o United foi eliminado da Capital One Cup.

[divide icon=”square”]

Detalhes

Escalação

Manchester United: De Gea; M. Keane, Evans, Vermijl; Janko (A. Pereira 45′), Reece James; Anderson, Powell(Wilson 57′); Kagawa(Januzaj 20′), Welbeck, Chicharito.

MK Dons: Martin; Baldock, Lewington, Kay, McFadzean; Alli, Potter; Bowditch, Reeves, Carruthers(Green 61′); Grigg(Afobe).

Cartões Amarelos

Manchester United: James (52′)
MK Dons: Kay (75′)

Gols

MK Dons: Grigg (25′ e 63′) e Afobe (69′ e 84′)

Por Walter Junior
www.mufcbr.com

Comentários