Competições

» O JOGO

Após o adiamento da partida contra o Liverpool no último domingo (02), pela Premier League, devido aos protestos dos torcedores à atual gestão que resultou na invasão de Old Trafford, Manchester United voltou para campo nesta quinta-feira (06) pelo jogo de volta contra a Roma, no Estádio Olímpico, para assegurar a classificação à final da Europa League, depois de ter goleado o time italiano no primeiro confronto. A equipe adversária teve a oportunidade de abrir o placar antes dos cinco minutos de jogo. Em falta cobrada por Pellegrini pela esquerda, a bola passa pela marcação e fica com Mancini na pequena área, e bate meio sem jeito para a defesa à queima roupa de De Gea, salvando o United. Na sequência, Pellegrini bate escanteio e Mkhitaryan aparece no segundo pau e consegue o cabeceio, mandando a bola na rede pelo lado de fora.

Precisando correr contra o tempo para reverte o resultado negativo sofrido no jogo de ida, a Roma iniciou a partida atacando e conseguindo criar boas oportunidades, muito em virtude da desatenção do United nesse começo. Depois de algumas investidas do time mandante, foi a vez dos Red Devils mostrarem serviço. Aos 19 minutos a defesa adversária sai no chutão e Fred recupera a bola, aciona Cavani de cara com o Mirante e toca por cima do arqueiro, a bola resvala no travessão e vai para fora. Pouco tempo, no ataque em velocidade Bruno Fernandes passa para o camisa 7 que, cara a cara com o goleiro, desperdiça outra ótima oportunidade de aumentar a vantagem, Cavani solta uma bomba no meio do gol e Mirante espalma.

A Roma retoma a pressão na marca dos 30 minutos, consegue uma sequência de chances mas nenhuma tão claro como teve no início do jogo com Mancini, que só não fez o gol por causa da intervenção de De Gea, que por sinal é o principal destaque do Manchester United até então, evitando que o time não se complicasse na partida. No minuto 38 United recupera a bola em seu campo e sai em contra-ataque, Fred conduz a bola e adentra no campo da Roma, percebe Cavani livre e toca para ele, o camisa 7 recebe a bola em velocidade e antes de entrar na grande área finaliza firme para o gol, diferente da outra vez, Mirante não conseguiu impedir o “El Matador” de fuzilar as redes e abrir o placar para o time Red. Já nos acréscimos, foi a vez do Cavani de servir ao seu companheiro, Van de Beek chega bem pela esquerda e vai até a linha de fundo, toca para o centroavante que só ajeita para Bruno Fernandes chutar colocado, mas a bola acaba indo para fora.

» SEGUNDO TEMPO

Depois do primeiro tempo frenético e do gol de Cavani que vai deixando a situação do Manchester United ainda mais confortável, Ole Gunnar Solskjær voltou para a segunda etapa com alterações nas laterais, saíram Shaw e Wan-Bissaka para as entradas de Alex Telles e Williams. Como ocorreu nos 45 minutos iniciais, a Roma não se importou com o placar adverso e continuava sufocar o United desde o começo, De Gea voltou a trabalhar mas não conseguiu impedir o gol de empate do time adversário após testada pro gol de Dzeko, em lance que começou com Mkhitaryan que, pela esquerda, cruza para Pedro na direita, ele chuta cruzado e o atacante pega a sobra mandando a bola pro gol, deixando tudo igual na partida aos 57 minutos.

Em menos de três minutos a Roma virou o jogo em outra bela chegada, Fred perde a bola para Pellegrini na entrada da área e a bola acaba sobrando para Cristante, que ajeita o corpo e manda um balaço no canto direito de De Gea. A Roma queria buscar o resultado, mal havia feito o segundo e tiveram duas chances de ampliar o placar, na primeira Karsdorp sobe pelo lado direito, cruza na área encontrando Dzeko que cabeceia bem, De Gea, no susto, faz grande defesa, na sequência, a bola sobra com Pedro na pequena área, ele finaliza pro gol para outra bela defesa do goleiro espanhol, intervindo novamente no rebote. Depois de certo tempo, o jogo começou a ficar lá e cá, ambas as equipes enquanto tinham a bola conseguiam chegar com perigo, mas os dois goleiros faziam uma partida de gala.

Mas foi o Manchester United que conseguiu fazer o gol dessa vez, novamente com Cavani. Bruno Fernandes recebe pela esquerda, observa o uruguaio entrando na área despercebido e faz um lançamento fantástico encontrando o camisa 7 que, sozinho, cabeceia para o chão e tira qualquer chance de defesa do goleiro Mirante, assim, deixando o placar de novo igualado no minuto 68. Com as chances já praticamente nulas de conseguirem uma virada improvável no agregado, os jogadores da Roma foram para cima. Quando não foi De Gea que salvou o United, foi a trave. Aos 73 minutos Mkhitaryan recebe passe de Pellegrini na área e finaliza pro gol, mas a bola explode na trave do lado direito do arqueiro espanhol. Na reta final Santon realiza linda jogada pela esquerda e cruza, nas costas de Alex Telles, para Zalewski que, de primeira, chuta ao gol, a bola ainda desvia no lateral brasileiro e passa entre as pernas de De Gea antes de entrar no gol, marcando o terceiro da equipe italiana. Mesmo com a vitória de virada a Roma não conseguiu impedir a classificação do United para a final da Europa League.

Detalhes

Escalações

Roma: Mirante; Mancini, Smalling (Darboe 29’), Ibañez; Karsdorp, Cristante, Pellegrini, Bruno Peres (Santon 69’); Mkhitaryan; Pedro (Zalewski 76’) e Dzeko (Mayoral 76’)

Manchester United: De Gea; Wan-Bissaka (Williams 46’), Bailly, Maguire, Shaw (Alex Telles 46’); Van de Beek, Fred; Greenwood, Bruno Fernandes (Mata 84’), Pogba (Matic 64’) e Cavani (Rashford 73’)

Gols

Roma: Dzeko (57’), Cristante (60’) e Alex Telles (GC) (83’)

Manchester United: Cavani (38’) e Cavani (68’)

Cartões Amarelos

Roma: Karsdorp (72’) e Cristante (84’)

Manchester United: Wan-Bissaka (17’), Fred (58’), Cavani (72’) e Williams (92’)

Comentários