543742_548116491905664_1435104665_n

 

Pré-Jogo

O Manchester United recebeu em Old Trafford o vizinho rico, Manchester City.

O jogo foi o de número 100 de Danny Welbeck com a camisa do Manchester United.

O Jogo do líder e do vice-líder. O jogo do melhor ataque contra a melhor defesa.

O Jogo que pode decretar o ‘fim’ do campeonato, pois assim o United chegaria a 18 pontos e a aproximação do City seria bastante improvável.

Para apimentar mais o Derby. Essa semana Roberto Mancini, deu declarações no mínimo bobas, disse que o Campeonato foi injusto, pois para ele, as outras equipes da Premier League facilitaram o caminho do United até o título, também disse que as outras equipes tem medo de jogar contra o United somente pelo nome e não pela a equipe que é.

Vale lembrar que após o clássico do primeiro turno, que o United venceu por 3×2, Roberto Mancini disse que sua equipe é melhor que a equipe do Manchester United.

Primeiro Tempo

O jogo começou quente, como de costume nos últimos anos, lá e cá, porém sem grandes chances para nenhuma equipe. Aos 4’ minutos, Silva serviu Milner que chegou chutando cruzado para o gol para defesa de De Gea.

Somente aos 8’ o United chegou ao ataque, quando Rooney passou para van Persie que dominou, chutou cruzado e a bola passou perto do gol.

Após os 10’ primeiros minutos, o City tentava se impor e o United não conseguia sair trocando passes e investia em lançamentos longos ao ataque, mas sem sucesso.

Aos 20’ o City levou perigo, lançamento para Silva dentro da área, ele tocou de primeira para o meio da área, Tevez estava engatilhado, mas Jones chegou para tirar a bola de lá.

Aos 22’ O United saiu em contra-ataque, Van Persie arriscou de fora da área, a bola bateu na marcação, na sobra, Giggs subiu e cabeceou para fora.

Aos 25’ Silva tentou o cruzamento para a área, a bola esbarrou na defesa do United, sobrou para Nasri que chutou, por cima do gol de De Gea.

Aos 30’ após cobrança de escanteio, a bola sobrou para Young que tentou buscar o ângulo de Hart, mas a bola foi para longe. Aos 37’ Young partiu na velocidade, fez jogada individual, mas na hora do chute a bola foi cortada por Zabaleta.

Aos 44’ aconteceu a melhor chance da partida até então, Welbeck lançou para a área, Van Persie raspou de cabeça para Rafael que pressionado bateu de biquinho de chuteira e a bola bateu na trave de Joe Hart.

O City teve mais posse de bola, teve mais paciência para trocar passes e tentar chegar ao gol, mas não obteve sucesso, o United no papel, parecia ter uma formação bem ofensiva, mas na prática joga esperando o City em seu campo para sair no Contra-Ataque.

E o primeiro tempo terminou sem gols em Old Trafford.

Segundo Tempo

O segundo tempo começou quente como o primeiro, mas com uma diferença, quem tentava tomar as rédeas da partida era o Manchester United.

O United tentava partir usando o lado direito do campo, mas esbarrava no dia ruim de Rafael.

Aos 50’ aconteceu algo raro, Giggs tentou um passe de calcanhar e perdeu a bola. O City trabalhou a bola, que chegou a Milner, ele chutou da entrada da área para abrir o placar em Old Trafford, a bola desviou em Jones, De Gea ainda conseguiu tocá-la, mas não o suficiente para tirá-la do caminho do gol.

Após o gol o United pareceu ficar desnorteado, querendo sair aos trancos e barrancos atrás do gol, e o City quando tinha posse de bola continuava trocando passes com inteligência.

Na saída para o contra-ataque, Yaya-Touré fez falta em Rafael, Van Persie cobrou a falta traiçoeiramente para a área, Jones cabeceou, a bola bateu na costa de Kompany e morreu na rede, para euforia dos Red Devils no Teatro dos Sonhos.

Após o gol de empate o United começou a dominar a partida, aos 69’ Young cruzou para a área, Welbeck cabeceou e Hart foi buscar no cantinho.

O United tranquilizou, começou a trocar passes buscando espaço na defesa do City, que buscava sair no contra-ataque.

Aos 75’ Young arriscou de longe e Hart defendeu, na sequencia do lance Yaya-Touré recebeu a bola na área, abriu espaço, mas Rafael travou na hora da batida.

Mas aos 70’ Mancini lançou Aguero para o jogo no lugar de Nasri. Aguero foi o jogador que tirou o 20º título do United ano passado, e esse ano decretou a derrota dentro de Old Trafford.

Aos 77’ Aguero recebeu a bola, arrancou com velocidade, passeou a vontade na defesa do United, e colocou a bola no ângulo de De Gea, para fazer a festa dos citizens em Old Trafford. 2×1 para o City.

Mais uma vez em desvantagem o United voltou a ficar nervoso e o City somente cadenciando a partida.

Aos 81’ o United trocou passes no campo de ataque, Giggs recebeu dentro da área, rolou para o meio da área, Van Persie já caindo finalizou esquisito para a linha de fundo. Aos 83’ a bola foi lançada para Valencia que não conseguiu o domínio, mas a bola sobrou para Rafael que cruzou para a área, van Persie cabeceou e Hart segurou a bola sem dificuldades. Aos 86’ Van Persie cobrou escanteio, Jones subiu, mas cabeceou para fora.

Nos acréscimos o United foi para pressão total, sem tática, com o coração na ponta da chuteira. Mas sem sucesso.

No último lance da Partida, van Persie cobrou escanteio, Evra subiu, cabeceou e Hart fez a defesa. Arrancando apenas um ‘Uuuh’ dos torcedores do United.

O Jogo terminou, 2×1 para o Manchester City. O United não vence o City dentro de Old Trafford pela Premier League à duas temporadas. O City conseguiu diminuir a diferença para 12 pontos, mas o United segue firme e forte, rumo ao 20º título inglês.

 

Detalhes da Partida

Escalações

Manchester United: De Gea; Rafael, Ferdinand, Jones, Evra; Young(Kagawa 90’+), Carrick, Giggs, Welbeck(Valencia 79’); Rooney(Chicharito 85’), Van Persie.

Manchester City: Hart; Zabaleta, Kompany, Nastasic, Clichy; Barry, Yaya Toure, Milner, Silva(Lecott 90’), Nasri(Agüero 70’); Tevez(Martinez 90’+).

Gols

Manchester United:  Kompany (Gol Contra 58’)

Manchester City: Milner (50’), Aguero (77’)

Cartões amarelos

Manchester United:  Rooney (31’), Rafael (90’+), Valencia (90’+)

Manchester City: Silva(28‘) Kompany (41’) Tevez(84’) Barry (90’) Zabaleta(90’+)

 

Por Walter Junior
www.mufcbr.com

Comentários