Competições

» O JOGO

Após o empate com o Tottenham, o Manchester United recebeu o Sheffield United, no Old Trafford, adversário direto na disputa por uma vaga na zona de classificação para próxima Champions League. A partida começou bem movimentada, com os red devils com mais posse de bola e muito presente no campo adversário. A boa postura do United foi traduzida na abeertura do placar aos 6 minutos, quando após arremeso lateral próximo a área, Martial deixou para o Rashford, o camisa 10 foi até a linha de fundo e cruzou rasteiro, Martial se antecipou a marcação e mandou para o fundo das redes.

O gol deixou o United mais solto na partida, mas o Sheffield tentou sair para o jogo, chegando a atacar com perigo aos 12 minutos, quando Baldock recebeu passe na entrada da área e chutou com perigo, mas foi bloqueado pela zaga do United, que no mesmo minuto chegou muito próximo a marcar o segundo gol, quando Rashford tocou em profundidade para o Martial, que avançou com velocidade até ficar em frente ao Moore e devolver a bola para o Rashford, mas a bola mais atrás, atrapalhou a finalização que passou longe do gol.

A medida que o United trocava mais passes, as jogadas ofensivas ficavam mais perigosas, como aos 17 minutos, com Bruno Fernandes cobrando falta pelo lado esquerdo direto em gol, que apesar do perigo foi afastada pelo goleiro Moore. Dois minutos depois, uma ótima triangulação entre Bruno Fernades, Pogba e Rashford, terminou com o francês dando passe pelo alto, mas o Rashford furou na hora de finalizar. O United chegou a marcar um gol aos 20 minutos, com Maguire de cabeça, mas o zagueiro fez falta no lance e o gol foi anulado.

O Sheffield até chegou a diminuir a pressão do United e a conseguir subir ao ataque, contudo não conseguia finalizar. Os red devils passaram a trocar mais passes após os 20 minutos, justamente quando as oportunidades diminuíram. Nos 15 minutos finais, o United foi ganhando mais espaço e com boas trocas de passes, marcou o segundo gol aos 43 minutos. Wan-Bissaka recebeu passe na direita do Pogba, limpou a marcação e cruzou rasteiro para o Martial, que chutou de primeira sem chances para o Moore, que não conseguiu evitar o gol red devil.

» SEGUNDO TEMPO

Sem conseguir oferecer perigo ao De Gea, o Sheffield voltou para segunda etapa com duas alterações, uma mudança técnica e outra por lesão, o Mousset sentiu uma lesão nos minutos finais da primeira. Contudo as alterações não surtiram efeito e o United seguiu com domínio da partida e sem sofrer perigo. Melhor em campo, os comandados do Solskjaer chegaram a ficar alguns minutos seguidos com a posse de bola e sem ser sofrer pressão do adversário. Com liberdade, o United chegou com perigo aos 54 minutos, Greenwood finalizou dentro da área, a bola foi desviada pela zaga, passando próximo a trave.

O Sheffield não conseguia se encontrar em campo, sem conseguir pressionar, restou aos blades recuar as linhas na tentativa de deixar espaços para um United com velocidade no ataque. Novamente trocando muitos passes durantes alguns minutos, os donos da casa chegaram ao ataque com muito perigo aos 60 minutos, em grande jogada do Pogba, com direito a caneta no marcador e se livrar de dois jogadores, mas após não conseguir ficar com a bola, o Martial aproveitou a sobra para mandar muito longe do gol. Com muita troca de passes, e em nova boa triangulação, Greenwood arriscou o chute de fora da área, mas passando longe do gol aos 70 minutos.

Com o adversário sem conseguir oferecer perigo, com boas movimentações e com Martial inspirado, o United chegou ao terceiro gol aos 73 minutos. Com ótima troca de passes pelo lado direito e com a bola chegando ao Martial, que tabelou com o Rashford e de cavadinha tirou do Moore para marcar seu hat-trick. Com a vitória sendo questão de tempo, Solskjaer realizou 5 alterações, o que foi permitido na volta da Premier League, desde que sejam realizadas em até 3 paradas.

Apesar da vitória garantida, os diabos vermelhos seguiram pressionando e o Ighalo teve uma boa oportunidade de marcar o quarto gol após aproveitar a bola levantada pelo Shaw, o atacante conseguiu driblar o Moore, mas sem ângulo e com a zaga se reorganizando, restou o chute cruzado, que foi bloqueado pelo goleiro adversário, aos 89 minutos. O lance do nigeriano foi o último com perigo antes do apito final e da vitória red devil.  O hat-trick do Martial foi o primeiro do United desde o dia 22/04/2013, quando Robin van Persie marcou os 3 gols que garantiram o 20º título do campeonato inglês do United.

Detalhes

Escalações

Manchester United: De Gea, Wan-Bissaka, Lindelöf, Maguire, Shaw; Pogba (Andreas Pereira 79′), Matic; Greenwood (Mata 79′), Rashford (Daniel James 79′), Bruno Fernandes (McTominay 79′) e Martial (Ighalo 79′)

Sheffield United: Moore, Basham, Jagielka, Robinson; Lundstram, Norwood (Berge 46′), Fleck Baldock, Stevens, Mousset (McBurnie 46′) e McGoldrick (Zivkovic 63′)

Gols

Manchester United: Martial (6′, 43′ e 73′)

Cartão Amarelo

Manchester United: Shaw (66′)

Comentários