Competições

Pela 25ª rodada da Premier League, o Manchester United empatou com o Wolverhampton na estreia de Bruno Fernandes e perdeu a chance de encostar no Chelsea por briga pela vaga para a próxima Champions League. Com o resultado, os Red Devils vão a 35 pontos junto com os Wolves e fica na sexta posição, atrás do Sheffield e a 6 pontos dos Blues. 

1° tempo: O jogo começou lento por parte das duas equipes, mas eram os Wolves que tinham mais presença ofensiva. A primeira oportunidade surgiu justamente com o time visitante, quando Saïss cabeceou por cima da meta, após cobrança de escanteio. E foi em outro “corner” que o Wolverhampton exigiu a única defesa do De Gea na etapa inicial. Arqueiro espanhol que completou neste jogo, sua partida de número 300 pelos Red Devils na Premier League. 

Outro destaque desse confronto foi a estreia de Bruno Fernandes com a camisa do United. Meio campista português começou discreto mas já mostrava qualidade em toques curtos e tabelas, principalmente com Mata. Através daí surgiu o primeiro chute do Manchester, com Andreas, depois de triangulação entre Bruno e o camisa 8 do United. O estreante do dia ainda assustou o goleiro dos Wolves com duas finalizações de fora da área, uma delas exigindo defesa de Rui Patrício. O time visitante se fazia valer de uma marcação baixa e transição rápida ao ataque, principalmente com Adama Traoré, que gerou cruzamento perigoso e um chute com muita potência, passando perto da baliza do United. 

2° tempo: A etapa complementar iniciou com o mesmo “script” dos primeiros 45 minutos. Os Wolves logo ameaçaram com boa jogada individual de Jota, passando por Lindelof e Maguire mas finalizando desequilibrado, e com enfiada de Neves que Bissaka interveio. Por outro lado, o United trabalhava no seu campo ofensivo, criando suas chances em chutes de fora da área. Bruno Fernandes exigiu duas defesas do arqueiro adversário, uma em cobrança de falta, e Mata tirou tinta da trave com um belo arremate. O Wolverhampton só voltou a atacar quando Adama, até então sumido no jogo, arrancou da intermediária defensiva e serviu Jiménez, que por sua vez, acertou um chute forte para de intervenção do De Gea. Depois de entrar no lugar de Andreas, o atacante Greenwood quase abriu o marcador em outra finalização de média distância. 

Nos minutos finais, em meio ao abafa, os zagueiros do United ainda tentaram com cabeçadas advinda de escanteio. Porém, a melhor chance ficou para o último lance com Dalot. O lateral português, dentro da pequena área, errou o cabeceio e a bola passou raspando a trave. 

Destaque: Participativo, Bruno Fernandes fez um bom primeiro jogo em sua nova casa. Esbanjou de chutes de média distância e mostrou que tem qualidade nas finalizações. Errou alguns passes, principalmente na segunda etapa. Ainda precisa de adaptação.

Escalações:

Manchester United: De Gea, Wan-Bissaka, Lindelof, Maguire, Shaw, Andreas (Greenwood 71’), Fred, Mata (Lingard 87’), Bruno Fernandes, James (Dalot 87’) e Martial.

Wolverhampton: Rui Patrício, Boly, Coady, Saiss, Doherty, Neves, Moutinho, Jonny, Adama Traoré (Podence 75’), Jiménez (Dendoncker 90’) e Diogo Jota (Neto 69’).

Cartões:

Manchester United: Bruno Fernandes (55’), Lindelof (78’), Shaw (83’).

Wolverhampton: Nuno Espírito Santo (63’), Moutinho (70’).

Gols:

Manchester United: Nenhum.

Wolverhampton: Nenhum.

Comentários