Na estreia pela Champions League, o United venceu e convenceu o Galatasaray por 1-0 em Old Trafford. O time turco agora estende o tabu de nunca ter vencido na Inglaterra, são 8 jogos, 3 empates e 5 derrotas.

O Jogo

Alex Ferguson promoveu 6 mudanças na equipe que jogou contra o Wigan, no Sábado, pela Premier League. De Gea, Evra, Evans, Valencia, Kagawa e van Persie foram a campo. Vale ressaltar a volta de Darren Fletcher, volante escocês que ficou no banco de reservas na partida após passar 9 meses fora do time principal devido a uma doença intestinal crônica.

A partida começou movimentada, com um possível pênalti não dado para o time visitante aos 3 minutos, quando Nemanja Vidic derrubou Umut Bulut na área, e o árbitro mandou seguir. No início da partida vimos um equilíbrio nas jogadas, com os dois times partindo pra cima. Mas aos 7 o esquema ”passador” de Ferguson funcionou: Carrick, após tabelar com Kagawa, dribla Muslera, e, caído, balança as redes. 1-0 United.

No restante da primeira etapa o time da casa continuou criando as principais oportunidades, mas sem efetividade, o que quase comprometeu o time quando os turcos saíam em contra-ataque. Aos 13 o atacante Bulut, principal artilheiro da equipe nesse início de temporada, sai machucado para a entrada do sueco Johan Elmander, que pouco fez na partida.

Segundo tempo com volta de Fletcher

No segundo período, amplo domínio mancuniano, e como esperado, o Galatasaray jogava no erro do adversário, atacando em contra-ataques mas parando na defesa do United. Aos 8 minutos, Rafael dribla dois marcadores e é derrubado pelo terceiro, dentro da área, pênalti. Nani foi pra bola e…perdeu. Segue 1-0.

Com Valencia, que se destacou no primeiro tempo, apagado, os Red Devils centravam suas jogadas no português Nani, que criou várias oportunidades de gol, desperdiçadas pela linha de frente de Ferguson. No minuto 72, De Gea, pouco acionado na partida, teve de trabalhar – e correspondeu. O jovem goleiro espanhol fez ótimas defesas dois chutes em sequência de Elmander e Burak Yilmas. No final da partida, Ferguson colocou Fletcher, Welbeck e Chicharito em campo, assim dando um novo gás para o time, que quase ampliou em um chute de Javier Hernandez que passou perto do gol de Muslera.

E nos acréscimos o torcedor vermelho ainda teve sofrimento. Aos 47 Evans derrubou Elmander na área, que reclamou de pênalti, mas nada marcou o árbitro. Faltando 1 minuto apara o final da partida, Chicharito recebeu ótimo passe de Valencia e emendou um voleio, mas com a bola subindo muito o jogo ficou nisso. 1-0 sofrido para o United, que esperava maior facilidade no jogo e larga como segundo no grupo, atrás do Cluj, que bateu o Braga por 2-0 em Portugal.

 Detalhes da Partida 

Escalações
Manchester United: De Gea, Rafael, Vidic, Evans e Evra, Valencia, Scholes (Fletcher 79′), Carrick e Nani, Kagawa (Welbeck 84′) e van Persie (Chicharito 81′).

Galatasaray: Muslera, Nounkeu, Balta, Kaya e Eboué, Altintop, Ínan, Felipe Melo (Yilmaz 79′) e Amrabat (Colak 63′), Burak Yilmas e Bulut (Elmander 16′).

Gols
Manchester United: Carrick 7′

Cartões Amarelo
Evra 38′, Vidic 61′ e van Persie 81′ (Manchester United)
Felipe Melo 58′ (Galatasaray)

Por Lucas Filus
www.mufc.com.br

Comentários