Competições

» O JOGO

A partida começou com muita intensidade de ambas equipes, o United tentando chegar ao ataque com velocidade, enquanto que o West Ham buscava chegar a área adversária trocando passes. Apesar da intensidade, as equipes não conseguiam finalizar ou até mesmo chegar na área adversária com perigo, o jogo se concentrava em troca de passes. Com essa proposta de jogo, o West Ham chegou a marcar aos 8 minutos, mas o assistente marcou impedimento do Felipe Anderson.

O United com velocidade e troca de passes conseguiu abrir o placar aos 16 minutos, Martial recebeu dentro da área e tentou o passe para Mata, o espanhol foi derrubado por Snodgrass dentro da área, Pogba cobrou e abriu o placar para os red devils. A vantagem no placar permitiu ao United a atacar, mas a boa marcação dos Hammers bloqueavam as finalizações.

Assim como na partida contra o Barcelona, o United se movimentava muito, mas encontrava dificuldades para poder finalizar, o mesmo acontecia com o West Ham, que passou a pressionar mais nos minutos finais e teve como melhor oportunidade um cruzamento rasteiro do Zabaleta que foi afastado pelo De Gea. A falta de finalizações não deixou a partida fria, mas ficou faltando um pouco mais de pontaria para que a primeira etapa tivesse mais emoção.

» SEGUNDO TEMPO

A partida reiniciou com o United pressionando, mas quem marcou foi o West Ham, aos 48 minutos, após saída errada do United, quando De Gea tentou o lançamento para o Pogba, que não conseguiu alcançar a bola que ficou com os hammers, Lanzini recebeu na esquerda e cruzou, Felipe Anderson livre mandou para o fundo das redes. Com o gol sofrido, Solskjaer tirou Mata e colocou Rashford. Na sua primeira jogada, o Rashford quase marou aos 57 minutos, após receber passe do Smalling e chutar cruzado, mas o Fabianski fez grande defesa.

O United seguiu pressionando e aos 62 minutos, Rashford teve outra boa oportunidade, após vários toques de cabeça, a bola sobrou com o camisa 10, que cabeceou por cima do gol. A pressão da torcida fez com que o United buscasse o gol a todo momento, pressionando mais quase marcou aos 66 minutos, Rojo recebeu passe na entrada da área e chutou forte, mas o Fabianski fez boa defesa. Mesmo com toda pressão red devils, que ficou perto de marcar foi o West Ham, Antonio recebeu passe, se livrou da marcação do Fred e acertou o travessão após boa finalização, aos 75 minutos.

Dois minutos depois, outra boa oportunidade do Antonio, após cruzamento, o camisa 30 ganhou a disputa com o Lingard e cabeceou com muito perigo para a grande defesa do De Gea. No melhor momento do West Ham, quem marcou foi o United aos 78 minutos, Pogba lançou para Rashford, que deixou de calcanhar para o Martial, avançar até a área e ser derrubado pelo Fredericks, Pogba cobrou o pênalti e voltou a deixar o United em vantagem no placar. A partida segui com pressão de ambos os times, mas o resultado não foi alterado

Detalhes

Escalações

Manchester United: De Gea, Dalot, Smalling, Jones, Rojo (Pereira 74′); Fred, Pogba, Mata (Rashford 55′), Lingard; Martial e Lukaku (Greenwood 74′)

West Ham: Fabianski, Zabaleta (Fredericks 76′), Balbuena, Ogbonna, Masuaku; Noble, Rice, Felipe Anderson, Snodgrass, Lanzini (Diangana 61′); Chicharito (Antonio 71′)

Gols

Manchester United: Pogba (18′ e 79′)

West Ham: Felipe Anderson (48′)

Cartões Amarelos

Manchester United: Mata (33′)

West Ham: Fredericks (78′)

Comentários