Competições

» O JOGO

Com duas vitórias seguidas e ter apresentado um bom futebol na última partida, o Manchester United foi até Londres enfrentar o Chelsea pela oitavas de final da Copa da Liga Inglesa. Como de costume, as equipes aproveitam a competição para utilizar jogadores de base e/ou que não tem tantas oportunidades na temporada. Os blues tiveram um melhor início de jogo, dominando os 10 minutos iniciais, com muita posse de bola e trocando muitos passes, mas sem oferecer perigo ao Manchester United. O United conseguiu diminuir a pressão adversária e chegaram ao ataque pela primeira vez aos 12 minutos, com McTominay aproveitando a cobrança rasteira de escanteio para chutar de primeira e oferecer perigo ao Caballero.

Após equilibrar a partida, o United conseguia aos poucos ter mais posse de bola e ter mais presença no campo adversário. Quando o equilíbrio dava seus primeiros sinais, o Manchester United abriu o placar aos 23 minutos, Daniel James invadiu a área e foi derrubado pelo Marcos Alonso, na cobrança Rashford mandou no canto direito do Caballero que pulou para o lado oposto. O gol não acendeu nenhuma das equipes, o Chelsea voltou a ter mais posse de bola, mas não conseguia oferecer perigo, enquanto que o United fechava seus espaços e controlava o resultado sem ser pressionado.

Nos minutos finais, o United conseguiu equilibrar as ações, prender a bola no meio e até conseguiu a finalizar, mas o chute do Lingard da entrada da área saiu sem forças, facilitando a defesa do goleiro adversário aos 35 minutos. Os blues tinham mais posse de bola e trocar mais passes, contudo não conseguiam oferecer furar o bloqueio red devil, não conseguindo finalizar nenhuma bola em gol até o fim da primeira etapa.

» SEGUNDO TEMPO

Pouco ofensivo na primeira etapa, o Chelsea voltou para o segundo tempo conseguindo furar a forte marcação do United, contudo sem acertar as finalizações, que aconteciam com mais frequência, a primeira finalização com perigo dos blues aconteceu aos 56 minutos, Odoi recebeu passe do Pulisic e chutou de primeira da entrada da área, a bola passou com perigo por cima do gol do Romero. A pressão funcionou para o Chelsea, quando chegou ao empate aos 61 minutos, quando Batshuayi recebeu passe por alto no meio de campo, ganhou a disputa com o Maguire e avançou com velocidade, chutou forte de fora da área e mandou para os fundos das redes.

Com o empate, o United que estava mais defensivo, sofria para se impor em campo, então Solskjaer colocou Martial e Andreas Pereira nos lugares do Lindelöf e do Lingard, respectivamente. As alterações deixou a equipe com uma formação mais ofensiva e com mais movimentação e criação no meio, com a saída do Lingard e aos poucos foi ganhando espaço em campo, contudo o gol que voltou a deixar a equipe ficar na frente, saiu em uma bela cobrança de falta do Rashford, cobrando da intermediária da área do Chelsea, sem chances de defesa para o Caballero aos 72 minutos.

O gol desanimou os donos da casa, que diminuíram o ritmo e tiveram a melhor chance de empate aos 81 minutos, quando Marcos Alonso recebeu passe do Odoi dentro da área e chutou cruzado, contudo o Romero evitou o gol colocando para escanteio. O United administrando o placar, se defendia sem receber pressão do adversário e pouco atacando, porém por muito pouco não aumentou a vantagem aos 89 minutos, quando Martial tabelou com Andreas Pereira e chutou colocado da entrada da área, a bola passou muito próximo a trave e saiu pela linha de fundo. O resultado garantiu o avanço para as quartas de final da Copa da Liga Inglesa

Detalhes

Escalações

Chelsea: Caballero, James, Zouma, Guehi, Alonso; Jorginho, Gilmour (Mason Mount 69′), Kovacic; Hudson-Odoi, Pulisic (Pedro 69′) e Batshuayi (Abraham 77′)

Manchester United: Romero, Lindelöf (Martial 65′), Maguire, Rojo; Wan-Bissaka, McTominay, Fred, Williams; Lingard (Andreas Pereira 66′), James e Rasfhford (Young 79′)

Gols

Chelsea: Batshuayi (61′)

Manchester United: Rashford (24′ e 72′)

Cartões Amarelos

Chelsea: Batshuayi (17′) e Kovacic (89′)

Manchester United: McTominay (10′) e Fred (82′)

Comentários