Neste sábado, em jogo válido pela 7ª rodada do Campeonato Inglês, o Manchester United recebeu o Norwich City em Old Trafford, com algumas mudanças na escalação e alguns sustos provocados pelos Canaries durante o jogo, mas conseguiu uma vitória por 2×0, que aparenta ser tranquila, o que não foi.

Durante todo o primeiro tempo, o Manchester United não conseguia criar jogadas, atacava muito frequentemente aos “trancos e barrancos”, e não foi um time muito eficiente, jogando contra uma equipe muito bem armada defensivamente pelo técnico Paul Lambert.

A primeira boa chegada do Manchester foi num chute fraquinho de Rooney no meio do gol, fácil para a defesa do goleiro Ruddy, aos 10 minutos. Depois disso o Norwich tentava a sua única e mais eficiente jogada, com ligações diretas pro ataque, que geralmente dava certo, pois Jones e Evans muitas vezes ficavam sozinhos na marcação. O Manchester ainda conseguiu outra boa chance, numa cobrança de escanteio de Nani, que Rooney “cabeceou de costas” e acabou passando perto do travessão. O Norwich era um time muito bem postado defensivamente, que não soube aproveitar 2 boas chances e que ia pro intervalo com um “grande” resultado: 0x0.

Segundo tempo de chances para os dois times e vitória do United

O Manchester United voltou para o segundo tempo ao mesmo ritmo de todo o primeiro, apático, pouca criação de jogadas e pouca inspiração, apenas tocava a bola de um lado para o outro, e o Norwich gostava do jogo, buscando o gol todas as vezes que tinha a bola dominada na intermediária da área do United.

Aos 12 minutos, o Norwich chegou bem pela esquerda com Hoolahan, que driblou Jones e mandou pro gol. A bola desviou em Evans e Lindegaard fez bem a defesa no meio do gol. Aos 17, outra grande chance do Norwich. Pilkington ganhou bola de Valencia, em bobeada do equatoriano, e saiu cara a cara com Lindegaard, mas o meia mandou pra fora, à esquerda do gol. E finalmente, aos 23 minutos do segundo tempo, o United consegue abrir o placar. Após cobrança de escanteio de Giggs (que entrou aos 15 minutos do segundo tempo no lugar de Nani, que jogou muito mal), Rooney desvia de cabeça para a pequena área e Anderson manda pro fundo das redes: 1×0 United, e Anderson esbraveja com a torcida depois do gol.

Com o placar ainda em 1×0, aos 30 minutos, Pilkington domina na entrada da área e manda um chute forte, a bola desvia em Anderson e caprichosamente “beija” a trave do United. No rebote a bola sobre com Lindegaard. Quase empate dos Canaries. Com isso Ferguson resolve segurar a vitória parcial e coloca Ferdinand no lugar de Anderson.

Aos 41, o United mata o jogo e conquista sua 6ª vitória na Premier League. Welbeck (substituiu Chicharito, também muito mal enquanto esteve em campo) tabela com o sul-coreano Park, que sai na cara do gol e com bastante tranquilidade, devolve pro camisa 19 só empurrar pro fundo do gol e garantir os 19 pontos e a liderança pros Red Devils.

Por Sayro Ribeiro
www.mufc.com.br

Comentários