No início da partida quem começou a procurar o ataque foi o Stoke. Aos três minutos, Chicharito recebeu a bola invadiu a área e foi derrubado pelo zagueiro woodgate, penalti que o juíz não marcou nada. O mexicano saiu para atendimento médico e não voltou para a partida, dando lugar ao Owen. O primeiro lance de perigo aconteceu aos 13 minutos, após cobrança de escanteio o grandalhão Peter Crouch, mandou a bola a esquerda do gol do De Gea.

O Manchester começou a tocar a bola e manter a posse de bola, característica do United na temporada. O United só chegou com perigo aos 26 minutos, após tabelar com Fletcher o português deixou dois jogadores para trás, invadiu a área e chutou de perna esquerda, fazendo United 1-0 Stoke City. Logo após o gol o Stoke quase empatou a partida com Wilkinson, que soltou a bomba, De Gea tocou na bola que ainda bateu na trave. Aos 31 minutos uma lance incrível, o goleiro Begovic, tentou sair tocando, mas tocou errado e a bola sobrou com o Nani que tentou marcar de cobertura, porém a bola foi por cima do gol do Stoke.

O The Potters por pouco não marcou em dois momentos, aos 33 minutos Delap chutou da entrada da área a bola passou perto da trave direita do De Gea, na segunda tentativa, aos 35 o lance mais perigoso do Stoke no primeiro tempo, após troca de passes a bola sobrou com Walters que chutou cruzado, De Gea com as pontas dos dedos mandou a bola para escanteio.

Segundo Tempo de empate e muitos gols perdidos

No início do segundo tempo o United teve mais posse de bola do quê o Stoke, mas foi time de Staffordshire que marcou. Aos 7 minutos o Stoke city teve uma cobrança de escanteio e após a cobrança Peter Crouch, com seus 1,98 metro de altura, subiu mais alto que a zaga do United e empatou a partida, porém três minutos ele mostrou que é apenas um jogador grande. Depois da falha de Ferdinand o grandalhão de 1,98 m, perdeu um gol incrível embaixo da meta do United. O United pouco criava e o Stoke começou a tocar a bola e tomou gosto pela partida.

Ashely Young tentou ampliar o placar aos 24 minutos com um chutaço fora da área, mas o goleiro begovic espalmou para frente. Os The Potters começaram a apertar nas faltas e nas jogadas áreas, buscando sempre o Crouch. No final da partida o United buscava o gol a todo custo, aos 40 minutos após um belo cruzamento do português Nani, o galês Giggs, que entrou no lugar de Ashley Young, chutou mal e mandou a bola pra fora. Nos acréscimos o United teve sua última chance com Owen, que recebeu passe de Anderson, mas o camisa 7 acabou perdendo e o Manchester United perdeu o 100% de aproveitamento na Premier League.

Estatísticas


Por Anderson dos Santos
www.mufc.com.br

Comentários