Competições

» O JOGO

Quando a bola rolou, os diabos vermelhos tiveram cautela e esperaram que os reds tomassem as iniciativas, assim sendo a primeira oportunidade de gol surgiu aos 9 minutos, Lucas Leiva fez o lançamento para Lallana, que cabeceou em cima do De Gea, o camisa 20 do Liverpool ainda conseguiu tocar para o brasileiro Firmino que chutou com cruzado da entrada da área, porém a bola saiu pela linha de fundo.

O Liverpool continuou pressionando, enquanto que o Manchester conseguia se defender bem, porém numa saída errada do Blind, aos 11 minutos, Firmino ficou com a bola eo chute. Quando conseguia se livrar da marcação, os reds pecavam nas finalizações, como no lance que aconteceu aos 29 minutos, Henderson tocou para Lallana, que deu passe Firmino deixar Henderson livre para chutar cruzado, contudo a bola passou rente a trave.

Mesmo sem chutar nenhuma bola ao gol na primeira etapa, o sistema defensivo do United estava funcionando, além de contar com a sorte, quando Firmino recebeu passe em profundidade do Can, o atacante Martial correu mais que o camisa 11 dos reds e robou a bola dentro da área, em lance que a torcida do Liverpool ficou reclamando pênalti, aos 39 minutos.

» SEGUNDO TEMPO

Apesar da conversa no vestiário, o Liverpool voltou pressionando e quase abriu o placar aos 49 minutos da partida, quando Can recebeu passe de Lallana, invadiu a área e chutou forte, porém De Gea conseguiu desviar, com o pé, para escanteio. O United deu seu primeiro chute a gol aos 55 minutos, quando Martial aproveitou o não domínio do Rooney e livrando a marcação de dois defensores e chutou cruzado.

As finalizações das equipes não era das melhores, Firmino pelo Liverpool e Darmian pelo United, arriscaram chutes que saíram passaram muito longe do gol. Henderson até que chutou em direção ao gol, mas sem força e no meio do gol. Aos 65 minutos mais uma oportunidade com Liverpool, Can chutou de fora da área, De Gea fez a defesa com uma mão, porém a bola sobrou com Firmino que tentou encobrir o espanhol, que deu um tapa pra afastar a bola.

Os reds insistiam em atacar, mas não era o dia de fazer gol, Milner fez o cruzamento para Sakho, sem marcação, cabecear para cima. E o velho ditado do “quem não faz, leva” se fez presente no Anfield. Em cobrança curta de escanteio com Blind deu passe para Juan Mata cruzar na cabeça do Fellaini, o belga acertou a trave, porém a bola sobrou para Rooney chutar forte e voltar a marcar no Anfield desde 2005.

Mesmo com a desvantagem no placar, o Liverpool voltou a atacar, mas o dia era do “clean sheet” do De Gea. Firmino livre, não conseguiu aproveitar o passe do Milner e viu De Gea ficar com a bola e desperdiçou a última oportunidade da partida aos 88 minutos.

» MELHORES MOMENTOS

Detalhes

Escalações

Liverpool: Mignolet, Clyne, Toure (Benteke 81′), Sakho, Moreno, Lucas, Henderson, Can, Milner (Caulker 90′), Lallana (Ibe 76′) e Firmino.

Manchester United: De Gea, Young (Borthwick-Jackson 42′), Smalling, Blind, Darmian, Schneiderlin, Fellaini, Lingard (Mata 66′), Herrera (Memphis 72′), Martial e Rooney.

Gols

Manchester United: Rooney (78′)

Cartões Amarelos

Manchester United: Smalling (65′) e Fellaini (75′)

Comentários