Competições

» O JOGO

Buscando voltar a vencer após 5 resultados sem resultados positivos, o United recebeu o líder Liverpool no Old Trafford pela nona rodada da Premier League. Com alguns desfalques e tentando mostrar um melhor futebol, Solskjaer mudou o esquema montando uma zaga com 3 defensores e adiantando os laterais. A partida começou com os red devils controlando as ações, mantendo a posse de bola no campo adversário e com algumas jogadas ofensivas, mas que não levavam perigo ao goleiro Alisson.

O Liverpool demorou para poder igualar o ritmo da partida, contudo encontrava um forte bloqueio e nenhum espaço na defesa do United, graças ao bom posicionamento do adversário. As finalizações demoraram para acontecer, mas não animaram as torcidas. As jogadas dos primeiros lances de perigo foram boas, contudo os chutes saiam com pouca força, facilitando as vidas dos goleiros, que quase não trabalharam.

Quando estava sendo um pouco mais pressionado, o Manchester United abriu o placar aos 35 minutos, Daniel James recebeu bom passe na direita, avançou com muita velocidade e cruzou rasteiro, Rashford livre dentro da área desviou para o gol, o lance chegou a ser analisado pelo VAR, por uma provável falta no início da jogada, contudo o gol foi validado e muito reclamado pelos jogadores do Liverpool e principalmente pelo Jürgen Klopp.

O Liverpool até chegou a empatar aos 43 minutos, Mané recebeu dentro da área, contou com a falha do Lindelöf e marcou, entretanto no momento do domínio a bola bateu na mão do senegalês, o VAR analisou e rapidamente invalidou o gol. Os comandados do Solskjaer mantiveram a posse de bola nos minutos finais e fizeram uma última pressão, só esperando o apito do árbitro para terminar a primeira etapa com a vantagem no placar.

» SEGUNDO TEMPO

A partida reiniciou com o Liverpool mantendo muito mais posse de bola que o United, mas não pressionando na mesma proporção. O United com uma postura mais defensiva, recuou as linhas e o laterais, deixando a defesa com 5 defensores e atuando em um 5-3-2, com a principal jogada ofensiva sendo com a velocidade do Daniel James pelo lado direito de ataque. Mesmo com muita posse de bola, o Liverpool não apresentava um bom futebol.

Mesmo com a pressão adversária, o United conseguia ter seus momentos de alívio, com algumas jogadas do Rashford pelo lado esquerdo. A cada minuto a partida ficava mais dramática, o United conseguindo lidar com a pressão sofrida, enquanto que o Liverpool criando e não conseguindo finalizar, até por insistir nas bolas levantadas na área.  Em um raro momento de ataque, os red devils ofereceram perigo ao Alisson no chute do Rashford da entrada que passou com perigo a meta adversária, aos 67 minutos .

Conseguindo se defender da pressão recebida, os donos da casa aos poucos conseguiam conquistar espaços na zaga adversária e quase marcaram aos 82 minutos, quando Fred recebeu na entrada e chutou cruzado, a bola passou muito perto da trave. Rashford havia saído para a entrada do Martial, que voltava de contusão para ganhar minutos em campo, quando o Liverpool chegou ao empate aos 84 minutos, Robertson cruzou rasteiro da esquerda, a bola passou por todos dentro da área e ficou com o Lallana, completamente livre,  desviar para o gol.

O gol caiu como uma balde de água fria no United, que não tinha um jogador para ser o criador das jogadas, o Liverpool seguiu pressionando e quase virou o placar aos 91 minutos, Chamberlain recebeu na entrada da área e chutou com muita força, a bola passou muito próximo a trave esquerda do De Gea, o lance foi tão perigoso que a torcida red devil ficou em silêncio. No último minuto o VAR verificou um possível toque da bola no braço do Fred dentro da área, a bola bateu no ombro, a jogada tinha originado um escanteio que foi cobrado e logo em seguida a partida encerrada.

Detalhes

Escalações

Manchester United: De Gea; Wan-Bissaka, Lindelof, Maguire, Rojo, Young; Fred, McTominay, James, Andreas (Williams 90+4′) e Rashford (Martial 84′)

Liverpool: Alisson; Alexander-Arnold, Matip, Van Dijk, Robertson; Fabinho, Henderson (Lallana 70′), Wijnaldum (Keita 81′); Mane, Firmino, Origi (Oxlade-Chamberlain 59′)

Gols

Manchester United: Rashford (35′)

Liverpool: Lallana (84′)

Cartões Amarelos

Liverpool: Fabinho (69′)

Comentários