Competições

» O JOGO

Vindo de vitória magra pela Europa League, o Manchester United foi enfrentar o Norwich fora de casa, com o intuito de vencer e sair da zona intermediária na classificação da Premier League. Um detalhe importante é que as duas equipes chegaram para partida sem terem vencido os últimos quatros jogos pelo campeonato nacional. Com muitas trocas de passes no início da partida, as equipes demoraram para oferecer algum lance de perigo para os goleiros. Os canários tiveram uma boa oportunidade aos 4 minutos, Aarons com muita velocidade avançou pela direita e deu passe rasteiro para a entrada da área, mas o Cantwell chutou para muito longe do gol.

O United demorou até finalizar, conseguindo apenas aos 10 minutos, quando Andreas Pereira arriscou o chute cruzado, que não ofereceu perigo. Com mais posse de bola e trocando passes, aos poucos os reds devils encontravam espaços na zaga adversária. Aos 18 minutos, Rashford tabelou com Martial e chutou cruzado, contudo o goleiro Krul mandou para escanteio. Na cobrança, Krul fez um verdadeiro milagre ao defender quase que na linha a cabeçada do Martial, após o Rashford desviar de peito para pequena área. No minuto seguinte, McTominay aproveitou que o Cantwell não conseguiu afastar a bola cruzada pelo Andreas Pereira, após cobrança de escanteio no lance anterior, e chutou no canto esquerdo do Krul, para abrir o placar.

A vantagem no placar deixou os comandados do Solskjaer mais soltos em campo, consequentemente chegando mais ao ataque. Daniel James invadiu a área aos 24 minutos, sendo derrubado pelo Godfrey, o árbitro não marcou nada, mas o VAR analisou o lance e viu falta do defensor, que recebeu cartão amarelo. Na cobrança, Rashford cobrou no lado direito, o goleiro Krul acertou o lado, mas tinha se adiantado muito e conseguiu fazer a defesa. A chance perdida não desanimou a equipe, que melhor em campo, chegou ao segundo gol aos 30 minutos. Daniel James fez longo lançamento para o Rashford, que recebeu livre de marcação e bateu rasteiro entre as pernas do Krul para ampliar o placar.

O Norwich não conseguia impor sua proposta de jogo, mas aos 38 minutos conseguiu oferecer perigo, quando o Cantwell arriscou de longe, porém o De Gea mandou para escanteio. A jogada dos canários não deixou a equipe animada. Dois minutos depois, do lance dos donos da casa, Fred recuperou a bola na entrada da área e chutou, a bola bateu no braço do Cantwell, novamente o árbitro não marcou nada, mas o VAR confirmou o toque no braço dentro da área. Martial foi para cobrança e cobrou no lado esquerdo, Krul novamente fez a defesa. Nos minutos finais, o Norwich conseguia ter a posse de bola no campo red devil, que tinha diminuído o ritmo, mas sem deixar espaços para o adversário.

› SAIBA QUEM SÃO OS ARTILHEIROS DA TEMPORADA

› ESTATÍSTICAS DA TEMPORADA

› CONFIRA O CALENDÁRIO DA TEMPORADA

» SEGUNDO TEMPO

O Norwich voltou para segunda com duas alterações e mais ofensivo, aos 46 minutos a equipe criou uma boa oportunidade, Aarons deu um drible da vaca no Young, avançou pelo lado esquerdo da defesa red devil e deu passe rasteiro para o Pukki, que chutou de primeira para longe do gol. Mesmo deixando o adversário ter mais liberdade, o United buscava ampliar a vantagem e quase conseguiu aos 52 minutos, quando James cruzou da direita, Amadou tentou cortar e sem querer deu passe para o Martial, que estava livre no lado esquerdo e chutou cruzado, parando na defesa do Krul com o pé direito.

Conseguindo segurar as ações dos canários, o United diminuiu suas ações ofensivas, entretanto quando passou a sofrer investidas mais perigosas, como aos 70 minutos, quando Hernández chutou cruzado e levou um pouco de perigo ao De Gea, a equipe voltou a ser mais ofensiva e ampliou o placar aos 72 minutos. Martial tabelou Rashford, que devolveu de calcanhar, e de cavadinha tirou do Krul para balançar as redes adversárias. A insistência dos donos da casa teve resultado aos 87 minutos, Hernández aproveitou o vacilo do McTominay, avançou do meio de campo, invadiu a área e chutou no canto esquerdo sem chances de defesa para o De Gea.

Com o gol marcado, os canários seguiram pressionando, mas sem conseguir oferecer perigo. A última grande oportunidade foi com Hérnandez fazendo boa jogada pelo lado esquerdo e chutando da entrada da área sem perigo, aos 90 minutos. O United teve uma grande oportunidade de aumentar o placar com Greenwood, após o camisa 26 receber passe do Lingard e livre na frente do Krul, tentou o chute entre as pernas do goleiro, que conseguiu defender com o pé, aos 94 minutos. A equipe red devil soube administrar os minutos finais e garantiu a vitória jogando fora de casa.

Detalhes

Escalações

Norwich: Krul, Aarons, Amadou, Godfrey, Lewis (Byram 65′); Tettey; Buendía, Leitner (Stiepermann 45′), McLean, Cantwell (Hernández 46′) e Pukki

Manchester United: De Gea, Wan-Bissaka, Lindelöf, Maguire, Young; McTominay, Fred, James (Lingard 79′), Rashford, Andreas Pereira (Garner 81′) e Martial (Greenwood 74′)

Gols

Norwich: Hernández (87′)

Manchester United: McTominay (19′), Rashford (30′) e Martial (72′)

Cartões Amarelos

Norwich: Godfrey (26′) e Aarons (92′)

Manchester United: Wan-Bissaka (45+1′) e Young (59′)

Comentários