Competições

» PRÉ-JOGO

United segue sem vitórias fora de casa pela UEFA Europa League. Dessa vez, jogando na Turquia, foi derrotado pelo Fenerbahce por 2×1 e a pressão sobre José Mourinho que já era grande, se tornou gigante após o jogo de hoje sem dúvida nenhuma. Rooney foi titular no jogo de hoje e com o gol marcado se tornou o maior goleador da história das competições europeias pelo Manchester United, além de ficar a 2 gols de se tornar o maior goleador da história do clube.

» O JOGO

2 minutos de jogo e já estava 1×0. Após falha da defesa, que começou totalmente mal postada e desorganizada, Moussa Sow se aproveita e marca um gol espetacular de bicicleta sem chances para o goleiro De Gea. Assim como no jogo contra o Chelsea, o gol sai nos primeiros minutos de jogo mostrando a falta de concentração da equipe desde o início.

Após o gol, o United começou a tocar mais a bola na frente, buscando encurralar a equipe da casa na defesa e aumentando o domínio para 3/4 do campo, porém, mais uma vez a equipe se encontrou em dificuldades para criar jogadas e furar o bloqueio defensivo (problema recorrente desde os jogos de pré-temporada.

Pogba saiu lesionado ainda no primeiro tempo, dando lugar a Ibrahimovic, fazendo com que o United se tornasse mais ofensivo, mas com poucas chances criadas e consequentemente poucas finalizações, mesmo se aproveitando dos diversos erros de passe do time turco na partida.

Outro aspecto notável, foi a tensão e nervosismo nítido da equipe do United no jogo, que ficou explícito com 2 cartões amarelos nos primeiros 20 minutos de jogo e diversas discussões com os jogadores adversários no decorrer da primeira etapa, principalmente com Zlatan Ibrahimovic envolvido.

» SEGUNDO TEMPO

No intervalo, Mourinho coloca Mata no lugar do amarelado Schneiderlin, alterando o esquema do 4-2-3-1 para o 4-1-4-1, deixando o time mais ofensivo ainda desde o começo do segundo tempo e consequentemente mais exposto também, cedendo diversos contra-ataques para o Fenerbahce.

Aos 20 minutos, sai o segundo gol da equipe da casa em belíssima cobrança de falta de Lens, deixando De Gea sem reação e abalando a equipe do United que, após o gol, mostrou indícios de que havia sentido o golpe e que seria muito difícil se salvar de mais uma derrota.

De forma desorganizada, o time de Mourinho começou a atacar sem padrão de jogo algum, tocando de um lado pro outro, mas a falta de criatividade mais uma vez falou mais alto e pouquíssimas finalizações foram criadas e contra-ataques foram dados para o Fenerbahce, que tinha um aproveitamento de finalizações muito grande, chegando sempre com muito perigo.

No final, Rooney ainda descontou com belo chute de fora da área e se tornou o maior goleador da história das competições europeias pelo Manchester United, além de ficar a 2 gols de se tornar o maior goleador da história do clube, mas não houve tempo para mais nada e a partida terminou com vitória dos turcos e a situação do grupo A ficou com Fenerbahce e Feyenoord com 7 pontos, United em terceiro com 6 e o Zorya com 2 na última posição faltando mais duas rodadas para o fechamento da fase de grupos.

Detalhes

Escalações

Fenerbahce: Demirel; Ozbayrakli, Skrtel, Kjaer, Ali Kaldirim; Souza, Potuk (Neustadter 83′), Topal; Lens, Sow (Koybasi 87′), Sen (Emenike 68′).

Manchester United: De Gea; Darmian, Blind, Rojo, Shaw; Schneiderlin (Mata 46′), Herrera; Rashford (Mkhitaryan 60′), Pogba (Ibrahimovic 30′), Martial; Rooney.

Gols

Fenerbahce: Sow (2′), Lens (59′).

Manchester United: Rooney (89′).

Cartões Amarelos

Fenerbahce: Demirel, Potuk, Ozbayrakli, Souza.

Manchester United: Schneiderlin, Herrera, Mata.

Comentários