Competições

» O JOGO

Três dias após perder o clássico contra o Arsenal, o United foi até o Molineux Stadium enfrentar o Wolverhampton, uma equipe que desde a temporada passada tem dificultado a vida do United. A partida é a primeira dos dois confrontos para definir quem irá passar da terceira fase da FA CUP e o United iniciou a partida com um pouco a mais de posse da bola, contudo o confronto se mantinha equilibrado e não houve finalizações nos 10 minutos iniciais. Até que aos 12 minutos, os donos da casa foram responsáveis pelo primeiro lance de perigo, em jogada de escanteio, Dendoncker desviou a bola de cabeça, Doherty recebeu livre na direita e chutou de primeira, mas o Romero fez grande defesa.

Após os Wolves terem criado o primeiro lance ofensivo da partida, o United passou a trocar muitos passes e com a isso conseguia ter muita posse de bola, o que não permitia com que o adversário pudesse atacar, entretanto não conseguia criar oportunidades para finalizar. Com a defesa adversária bem posicionada, restava ao United a arriscar chutes de fora da área, sempre passando longe da meta. A partida seguia com muitos passes e apenas uma chance de gol, sem conseguir finalizar, o United teve um possível pênalti revisado pelo VAR, quando Williams recebeu na esquerda, entrou na área e caiu após choque com o Dendocker, mas como não houve falta, a decisão do VAR foi correta em prosseguir com a partida.

Nos minutos finais, as equipes passaram a arriscar nas jogadas pelas laterais, contudo não surtiu efeito e as equipes não finalizavam. Os red devils pressionaram ainda mais nos últimos 5 minutos, principalmente por passar muito tempo com a bola muito próxima a área dos Wolves, mas com linhas defensivas segurando a posição, o time comandado por Solskjaer não conseguia espaço para passes entre os zagueiros, além das jogadas pelas laterais ficarem ainda mais difícil, uma vez que os laterais não deixavam os pontas red devils avançarem. Com apenas um chute a gol e sem emoções, se encerrou a primeira etapa.

» SEGUNDO TEMPO

O Wolverhampton voltou para segunda etapa mais ofensivo e aos 50 minutos voltou a finalizar na partida, Neto recebeu passe do Traoré na entrada da área, se livrou da marcação do Young e chutou forte, mas o Romero conseguiu defender sem perigo. O United conseguiu finalizar com perigo aos 57 minutos, em cobrança de falta do Juan Mata que passou próximo a trave direita do gol defendido pelo Ruddy. O que se viu foi uma partida com disputas mais violentas pela bola, algumas faltas, mas as equipes ainda não conseguiam criar jogadas que permitisse encontrar espaços para poder finalizar.

Percebendo que a equipe não conseguia finalizar em gol, Solskjaer realizaou duas alterações, colocando Fred e Rashford nos lugares do Mata e do Daniel James. No mesmo minuto das substituições e com participação do Fred, Greenwood encontrou Rashford livre na esquerda, que teve o chute desviado e viu a bola acertar o travessão. Os Wolves até marcaram um gol com Doherty, que recebeu cruzamento do Rául Jimenez e cabeceçou, contudo a bola desviou no braço do lateral antes de balançar as redes, sendo invalidado pelo VAR. Após o lance, os donos da casa começaram a ter mais posse de bola e passaram a assustar, inclusive com o chute lateral do Jimenez, que acertou a trave.

Próximo ao final da partida, as equipes não arriscavam mais, até como forma de evitar um erro que se transformasse em gol e dificultasse a partida de volta. O que se viu foi as equipes buscando erros do adversário e o Wolverhampton com mais posse de bola. Os red devils até tiveram uma última finalização com Dalot, que foi desviada pela zaga e passou longe de oferecer perigo. O empate sem gols, deixa em aberto a disputa pela vaga na próxima fase da FA Cup.

Detalhes

Escalações

Wolverhampton: Ruddy, Dendocker, Coady, Kilman; Doherty, Saïss (Moutinho 70′), Neves, Vinagre (Jonny 74′); Traoré, Neto e Seal (Jimenez 45′)

Manchester United: Romero, Young, Lindelöf, Maguire, Williams; Andreas Pereira, Matic, Chong (Dalot 81′), Mata (Fred 69′), James (Rashford 69′) e Greenwood

Cartões Amarelos

Wolverhampton: Saïss (56′), Kilman (72′) e João Moutinho (93′)

Manchester United: Young (85′)

Comentários