Competições

» O JOGO

Após avançar na FA CUP, o Manchester United foi até o Anfield enfrentar o Liverpool pela 23º rodada da Premier League. Mesmo enfrentando o líder do campeonato e a única equipe invicta no campeonato, o United conseguiu ter um início de pressão, mantendo mais posse de bola nos primeiros 10 minutos e por vezes subindo ao ataque com liberdade pelas beiradas do campo. O Liverpool por sua vez, trocava passes e procurava atacar em bloco, mas enfrentava um sistema defensivo fechado e bem posicionado.

O jeito encontrado para vencer a defesa red devil foi pelo alto, em cobrança de escanteio Van Dijk subiu mais alto que a zaga adversária e cabeceou forte para abrir o placar, sem qualquer chance de defesa para o De Gea. Os donos da casa avançaram as linhas e passaram a dificultar a saída de bola do United, que após o gol sofrido viu um maior volume de jogo por parte do Liverpool, que quase chegaram ao segundo gol aos 23 minutos, com Mané ficar com a bola após o passe do Firmino desviar no Fred, porém o Shaw cortou a tempo de evitar o chute do senegalês.

Firmino chegou a ampliar aos 24 minutos, porém o lance foi revisado pelo VAR que constatou uma falta do Van Dijk no goleiro De Gea, em um lance claro para o árbitro Craig Pawson e que rendeu cartão amarelo para o De Gea pelo excesso de reclamação. Inspirados, os donos da casa criaram um nova oportunidade de ampliar aos 26 minutos, com Salah cruzando da direita para Firmino, que chutou pela linha de fundo. Com dificuldades em criar oportunidades para finalização, o United seguia se defendendo bem.

Os reds balançaram as redes mais uma vez, agora com o Wijnaldum aos 34 minutos, contudo o assistente marcou impedimento que foi confirmado pelo VAR. O United conseguiu a primeira finalização aos 39 minutos, quando Martial arriscou o chute da entrada da área, mas que saiu sem perigo pelo lado direito do Alisson. No minuto depois, por muito pouco os comandados do Solskjaer não marcaram, quando Andreas Pereira não conseguiu por centímetros desviar o cruzamento do Wan-Bissaka, nauqela que foi a melhor oportunidade red devil na primeira etapa, que ainda contaram com a grande defesa do De Gea na finalização do Mané aos 44 minutos, evitando mais um gol adversário.

» SEGUNDO TEMPO

As equipes voltaram para segunda etapa sem modificações e diferente do início da partida, quem tomou as iniciativas foi a equipe mandante, quase ampliando o placar aos 46 minutos na jogada iniciada que terminou com o Robertson cruzando rasteiro para o Salah, que livre de marcação chutou quase furando, mandando para fora. Pressionando a saída de bola do United, os reds conseguiram recuperar a bola próximo a área e Henderson arricou o chute da entrada da área, que não entrou graças a um desvio do De Gea, fez a bola bater na trave.

O United foi muito pressionado nos 10 minutos iniciais, aos poucos foi diminuindo os espaços para o adversário e ajustando o posicionamento para se manter no ataque, o que quase rendeu o empate aos 58 minutos, após a boa tabela do Martial com o Andreas Pereira, deixando o francês livre dentro da área para chutar forte e desperdiçar uma grande oportunidade. As investidas do United deixavam a defesa exposta para contra-ataques, que criou uma boa chance para o Liverpool aos 62 minutos, mas o chute do Mané não ofereceu perigo.

O ritmo diminuiu aos poucos e o que se viu foi muita movimentação, mas poucas jogadas que criassem algum perigo. Buscando ser mais ofensivo, Solskjaer colocou Mata e Greenwoo em campo. Contudo as duas alterações pouco mudaram o ritmo do jogo, mesmo com toda pressão exercida nos minutos finais, quem marcou foi o Liverpool. Alisson viu Salah sem marcador após uma jogada ofensiva do United, e fez um longo lançamento para o egípcio, quepartiu em velocidade e mesmo com a tentativa do Daniel James em fazer o desarme, bateu na saída do De Gea para decretar a vitória aos 92 minutos.

Detalhes

Escalações

Liverpool: Alisson, Arnold, Gomez, Van Dijk, Robertson; Henderson, Chamberlain (Lallana 65′), Wijnaldum; Salah, Mané (Fabinho 81′) e Firmino (Origi 81′)

Manchester United: De Gea, Wan-Bissaka, Lindelof, Maguire, Shaw (Dalot 86′); Fred, Matic; James, Williams (Greenwood 73′), Pereira (Mata 73′) e Martial

Gols

Liverpool: Van Dijk (13′) e Salah (92′)

Cartões Amarelos

Liverpool: Salah (93′)

Manchester United: Matic (7′), De Gea (24′) e Shaw (71′)

Comentários