Competições

Pela 20ª rodada da Premier League, o United foi ao Turf Moor enfrentar o Burnley e saiu vitorioso após um segundo tempo difícil. 

1º tempo: Como esperado, o Burnley fez jus às suas características e começou marcando forte dentro de seu campo, deixando o jogo bem previsível. Já o United, preso nessa marcação e sem conseguir rodar a bola com sucesso, apostou em arrancadas, principalmente com Rashford, justo em um desses “sprints” que surgiu a primeira oportunidade do jogo, em uma falta do meio da rua, o camisa 10 acertou um chute com muito efeito para  defesa de Pope. A segunda finalização surgiu em outra arrancada, dessa vez com James, que gerou uma nova falta, cobrada pra fora por Fred. Aos 18 minutos, em um raro momento de espaço cedido pelo time mandante, os Red Devils conseguiram um contra ataque finalizado com perigo por Rashford, até o momento o jogador mais perigoso do Manchester. 

A partir da segunda metade do 1º tempo, o United enfim, conseguiu colocar a bola no chão e criar espaços, foi então que Williams tornou-se uma grande opção de ataque. O garoto de 18 anos aproveitava bem as subidas e na primeira oportunidade, conseguiu achar James no segundo pau, que errou o chute, a bola sobrou pra Martial e a zaga cortou em cima da linha. Até esse momento, o time visitante dominava as ações e chegou a 73% da posse de bola. Aos 41 minutos, o Burnley conseguiu sua primeira chance, em um lançamento nas costas de Lindelöf, Barnes dominou mas chutou pra cima. Após o leve susto, os Red Devils conseguiram abrir o placar no final da primeira etapa. Taylor, lateral do Burnley, ao ser pressionado por Andreas, recuou mal, o meio campista brasileiro se antecipou e achou Martial sozinho dentro da área, que com tranquilidade só tocou no canto de Pope. Foi o terceiro gol de Martial em dois jogos. Já Andreas anota sua segunda assistência em duas partidas. 

2º tempo: A volta pro segundo tempo foi animadora pro Manchester, após passe de James, Martial marcou, mas o juiz assinalou falta e anulou o gol. Logo depois, em um contra golpe puxado por Andreas, o número 9 finalizou pra boa defesa de Pope. O rumo que parecia tomar o jogo mudou completamente, os donos da casas, depois de um primeiro susto, começaram a gostar do jogo. Aos 56 minutos, Hendrick finalizou pra cima e em seguida McNeil chutou cruzado pra fora depois de bola perdida por Fred. Os mandantes continuaram criando chances e Bardsley fez De Gea trabalhar e conseguir uma grande defesa. Diante dessas circunstâncias, o United começou ligar contra golpes com James mas o time pecava no último passe. Aos 93 minutos, o Burnley se lançou pro abafa final apostando na bola área e o Manchester se fez valer das investidas em velocidade com James achando Rashford, que com calma, driblou o goleiro e selou o placar no Turf Moor. 

Os Red Devils com a vitória vão pra quinta colocação com 31 pontos e ainda pode ser ultrapassado por Wolves e Sheffield. Já o Burnley se mantém com 24 pontos.

Próximo jogo: O Manchester enfrenta o Arsenal fora de casa, já o Burnley recebe o Aston Villa.

Escalações: 

Burnley: Pope, Bardsley, Tarkowisk, Mee, Taylor, Cork (Brady 86’), Westwood, Hendrick (Rodriguez 58’), McNeil, Wood e Barnes (Gudmundsson 67’).

Manchester United: De Gea, Young, Lindelöf, Maguire, Williams, Fred, Matic, James, Andreas (Lingaard 72’), Rashford e Martial (Shaw 88’).

Cartões: 

Burnley: Bardsley 23’, Mee 61’, Taylor 71’ e McNeil 89’.

Manchester United: Williams 92’, Lingaard 94’ e Fred 94’.

Comentários