O Jogo

Como era de se esperar a partida começou bem intensa com divididas fortes e algumas faltas, e foi justamente em uma cobrança que surgiu a primeira oportunidade de gol. Giggs cobrou falta, aos 7 minutos, lançando dentro da área e no rebote da zaga, do Swansea, Phil Jones chutou de primeira, mas o goleiro Vorm mandou para escanteio.

O United passou a dominar a partida, com o apoio de Giggs, o time concentrava as jogadas pelo meio e conseguia chegar ao ataque com perigo. Em uma dessas jogadas, por muito pouco Giggs, aos 17 minutos, não abriu o placar, após Welbeck receber na entrada da área e chutar, Vorm espalmou e Giggs chutou cruzado, mas a bola foi para a linha de fundo.

O Swansea nas vezes que chegou ao ataque, oferecia perigo nos lances com Michu, tanto nos chutes, como nas jogadas áreas. O camisa 9, da equipe galesa, por duas oportunidades quase abriu o placar. Na primeira tentativa aos 29 minutos, o camisa 9 chutou forte, mas De Gea mandou para escanteio, na cobrança o atacante subiu mais que a zaga do United e cabeceou com perigo.

O placar foi aberto aos 33 minutos, na verdade um golaço do Manchester United. Giggs lançou para van Persie, que ajeitou no peito e de voleio mandou a bola para o fundo das redes. Dois minutos depois, Welbeck ampliou o placar, após cruzamento de Evra, a bola sobrou com Valencia, que com muita calma deu passe para o camisa 19, ter o trabalho de mandar a bola para o fundo das redes.

O dois gols certamente caiu como um balde de água fria, na cabeça dos jogadores do Swansea, que vinham fazendo uma boa partida e chegando com perigo ao gol do United.

>> Segundo tempo de golaços

A partida reiniciou com um ritmo mais tranquilo, mas com Swansea pressionando mais que o United. E nas investidas com Michu, o Swansea assustava  De Gea. O Camisa 9 do Swansea chutou forte de fora da área, forçando o goleiro De Gea a fazer a defesa em dois tempos, aos 50 minutos.

O time galês passou a ter o domínio da partida, enquanto o United recuou um pouco mais e só voltou a pressionar o Swansea aos 59 minutos, quando van Persie recebeu lançamento e chutou cruzado, apenas assustando o goleiro Vorm.

Com a entrada de Rooney no lugar de Giggs, fez com que o United ganhasse mais poder nas jogadas de ataque. E com essa força no ataque, o United ampliou o placar com van Persie, após bela jogada de Rooney que deu passe para o camisa 20 partir para o ataque, livrar dois marcadores e chutar de fora da área, a bola foi no ângulo do goleiro Vorm.

Mesmo com a desvantagem no placar, a equipe do Swansea pressionava e jogava bem, até que conseguiu descontar o placar, aos 82 minutos, após Welbeck tentar o drible na frente da área do United, mas acabou perdendo a bola para Pablo Hernández, que sobrou deu passe para Bony chutar de primeira e mandar a bola no canto esquerdo do gol do United. Após diminuir a vantagem no placar, o Swansea passou a pressionar ainda mais, porém acabou sofrendo o quarto gol, na verdade um golaço do Welbeck, que recebeu passe de Rooney de cavadinha encobriu o goleiro Vorm, aos 92 minutos da etapa final

Detalhes

Escalações

Swansea: Vorm; Rangel, Flores, Williams, Davies; Dyer, Britton (Hernandez 46′), Canas (Ki 77′), Shelvey, Routledge (Bony 46′) e Michu.

United: De Gea; Jones, Ferdinand, Vidic, Evra; Valencia, Carrick, Cleverley, Giggs (Rooney 61′), Welbeck e van Persie (Anderson 86′).

Gols

Swansea: Bony (82′)
United: van Persie (34′ e 72′) e Welbeck (36′ e 90′)

Cartões Amarelo

Swansea: Cañas (3′)
United: Valencia (9′), Carrick (40′) e Cleverley (45′)

Por Anderson dos Santos
www.mufcbr.com

Comentários