Competições

» O JOGO

Após perder a primeira partida das semifinais da Copa da Liga para o rival de Manchester, o Manchester United recebeu no Old Trafford, o Norwich City pela 22º rodada da Premier League. Tentando diminuir a desvantagem para o Chelsea e assim continuar na disputa por uma vaga na próxima Champions League. O duelo começou com domínio red devil, pelo fato dos canários jogarem por um erro adversário. Os diabos vermelhos possuíam mais posse de bola, estavam sempre no campo de ataque, criava boas jogadas pelo lado direito do campo, entretanto não conseguia finalizar.

Foi pelo lado que o United tinha mais liberdade que nasceu a jogada que resultou na abertura do placar aos 26 minutos, Mata recebeu próximo a linha lateral, foi conduzindo a bola até a entrada da área e lançou para Rashford, com um simples toque tirar do Tim Krul e marcar. O time amarelo e verde seguia recuado, procurando proteger a defesa e esperar um erro red devil. A ideia não estava funcionando e permitia com que os comandando do Soslkjaer tivessem mais posse, espaço e chegadas ao ataque, como a do Fred aos 33 minutos, recebendo passe do Williams e arriscando de fora da área, mas a bola pegou muito efeito e saiu pela linha fundo

O United dominou grande parte da primeira etapa, o Norwich fazia valer a ideia de jogar no erro adversário, que só veio acontecer aos 43 minutos, quando Buendía conseguiu recuperar a bola em uma saída errada e passou para Cantwell, livre pelo lado esquerdo, tentar o chute colocado e parar na boa defesa do De Gea, o único momento de trabalho para o goleiro espanhol na primeira etapa.

» SEGUNDO TEMPO

O placar e o lance no final da primeira parecia ter deixado o Norwich confiante para continuar a jogar por um erro do adversário, mas as coisas mudaram aos 49 minutos, quando Williams recebeu passe em profundidade do Rashford e foi derrubado pelo Tim Krul dentro da área. O pênalti foi marcado e na cobrança, Rashford cobrou no lado esquerdo, o goleiro holandês até tocou na bola, mas não evitou o segundo gol red devil. Aproveitando o momento após marcar, o United chegou aos terceiro gol com Martial, aproveitando a cobrança de escanteio para cabecear sem chance para o goleiro adversário.

Os visitantes sentiram os gols sofridos no intervalo de 2 minutos, subiu suas linhas e passou a oferecer ainda mais oportunidades para a equipe red devil, que poderia ter ampliado aos 56 minutos, quando em jogada de contra-ataque, Andreas Pereira cruzou rasteiro pela direita, mas o Williams isolou a bola por cima do gol que estava livre. Com a vantagem, o United diminuiu a intensidade e deixou o adversário ter mais posse de bola, contudo se defendia bem e marcava muito forte. Solskjaer tirou Rashford e colocou Daniel James em seu lugar, assim deixando Martial como único atacante.

A partida seguia um ritmo tranquilo, os donos de casa deixando o adversário jogar dentro dos seus limites, enquanto que os visitantes trocavam passes e tinha mais posse da bola, entretanto não conseguiam oferecer perigo. Aproveitando da fragilidade do adversário, o United chegou aos quarto gol aos 75 minutos, com Greenwood recebendo passe, de cabeça, do Daniel James na entrada e chutando rasteiro no canto esquerdo do Tim Krul, que não alcançou a bola. aos 91 minutos, Mata recebeu passe na esquerda e chutou de primeira, mas apenas acertou as redes pelo lado de fora.

Detalhes

Escalações

Manchester United: De Gea, Wan-Bissaka, Lindelöf, Maguire, Williams; Matic, Fred; Andreas Pereira (Greenwood 70′), Mata, Rashford (James 58′) e Martial (Angel Gomes 79′)

Norwich City: Krul, Aarons, Zimmermann, Hanley (Lewis 79′), Bryam; Tettey, Vrancic (Amadou 64′); Buendía, McLean, Cantwell e Idah (Hernández 64′)

Gols

Manchester United: Rashford (26′ e 51′), Martial (53′) e Greenwood (75′)

Comentários