Competições

» O JOGO

A partida começou com a já conhecida posse de boal do Barcelona, que trocava passes com muita velocidade, tentando criar suas jogadas pelo lado esquerdo. O United com um 3-5-2, fechava os espaços e aguardava os erros do adversário para criar suas jogadas. Os red devils estavam segurando o adversário, mas aos 12 minutos, Messi recebeu o passe dentro da área, cruzou para o Suarez, que tentou o passe de cabeça para o centro da área, a bola desviou no Shaw e parou no gol, o auxiliar marcou impedimento, que não aconteceu e o gol foi confirmado pelo VAR.

Mesmo com o gol sofrido, o United deixou de se fechar e passou a sair mais para o jogo, mas falhava nas finalizações. O Barcelona passou a errar passes em sua defesa, além de estar com dificuldades para sair jogando, o que acabava criando oportunidades para o United. Melhor em campo, o United pressionava a equipe catalã, mas quem quase marcou foi o adversário aos 35 minutos, quando Lindelöf tentou o corte, mas acabou a entregando ao Suárez, tentando afastar, Smalling ajeitou para o Coutinho, que chutou forte, mas parou na grande defesa do De Gea.

A resposta de perigo do United, aconteceu aos 39 minutos, Rashford cruzou da direita, Dalot tentou cabecear e mandou para o meio da área, onde não haviam jogadores do United. Apesar de melhor de campo, a equipe comandada por Solskjaer tinha dificuldades e conseguir criar oportunidades de finalizações, quando conseguia, errava na finalização.

» SEGUNDO TEMPO

O United iniciou a segunda etapa pressionando, com mais posse de bola e criando boas situações, mas as finalizações continuavam sendo o grande problema, inclusive na chance mais clara de gol, aos 51 minutos, Young cruzou, Ter Stegen afastou e a bola sobrou com o Rashford, que tentou o chute de primeira, mas a bola acabou batendo no joelho do camisa 10 red devil.

Mesmo com toda pressão sofrida, o Barcelona assustava mais, como aos 63 minutos, Semedo deu passe para Suárez, o uruguaio entrou na área e tentou o chute cruzado, mas a bola acabou pegando uma direção diferente e acertou a rede pelo lado de fora. Dois minutos depois, a equipe catalã voltou a assustar, Suárez deu passe para o Alba chutar rasteiro e parar na defesa do De Gea com os pés. Sentindo o melhor momento do United, Ernesto Valverde realizou duas mudanças e passou a equilibrar a partida, investindo suas jogadas pelo lado direito.

Buscando o empate, Solskjaer realizou algumas substituições ao longo da partida, colocando Martial no lugar de Lukaku, Lingard no lugar do Dalot e Andrea Pereira no lugar do Rashford, entretanto as trocas não surtiram efeito. A equipe seguiu pressionando, jogando melhor, mas com enormes dificuldades em finalizar e oferecer perigo ao Barcelona, que saiu com vantagem para a partida na próxima terça-feira, onde jogará em sua casa.

Detalhes

Escalações

Manchester United: De Gea, Young, Smalling, Lindelöf, Shaw; McTominay, Pogba, Fred; Rashford (Andreas Pereira 85′), Dalot (Lingard 74′) e Lukaku (Martial 68′)

Barcelona: Ter Stegen, Semedo, Piqué, Lenglet, Alba; Busquets (Alená 93′), Arthur (Sergi Roberto 66′), Rakitic; Coutinho (Vidal 65′), Messi e Suárez

Gol

Barcelona: Shaw (Gol contra 12′)

Cartões Amarelos

Manchester United: Shaw (19′), Lingard (76′) e Smalling (85′)
Barcelona: Busquets (17′) e Vidal (71′)

Comentários