Competições

» O JOGO

Sem vencer a 3 partidas, o Manchester United foi visitar o Newcastle pela 8º rodada da Premier League, na tentativa de se aproximar dos primeiros colocados. Os magpies, nos primeiros três minutos, subiram duas vezes ao ataque com muita velocidade e apesar de não terem finalizado, mostraram que podiam aproveitar algum erro red devil. O United tinha mais posse de bola, procurando trocar passes para envolver o adversário, mas com dificuldades para fazer a bola chegar ao Rashford e consequentemente não finalizar.

Os donos da casa pareciam gostar de jogar com o adversário tendo mais posse de bola, mas diante da dificuldade em encontrar espaços na zaga rede devil, começaram a sair mais para o jogo, quase marcando aos 27 minutos, quando Matthew Longstaff recebeu na frente da área e atendendo aos pedidos dos torcedores, arriscou o chute e acertou o travessão. Com dificuldades para quebrarem os bloqueios adversários, ambas equipes passaram a arriscar os lançamentos em profundidade.

A melhor oportunidade com esse tipo de opção foi do Newcastle aos 38 minutos, Almirón recebeu longo passe entre a zaga do United, acabou perdendo um pouco do tempo da bola e teve o chute desviado pelo Maguire. O United conseguiu seu primeiro chute aos 40 minutos, com Andreas Pereira arriscando o chute de fora da área, porém no centro do gol e que ficou fácil para o Dubravka defender. A melhor oportunidade da primeira etapa aconteceu aos 44 minutos, Maguire com muita liberdade aproveitou a cobrança de escanteio na pequena área, mas cabeceou para fora.

» SEGUNDO TEMPO

O Newcastle voltou para segunda etapa com o propósito do início da partida, que era de deixar o United com a posse de bola e concentrar suas jogadas ofensivas em jogada com velocidade e cruzamentos para a área, o que ficou mais forte com a entrada do Andy Carroll no lugar o Joeliton. Os comandados do Solskjaer tinha muitas dificuldades no setor de criação e o time que tinha muita posse de bola, trocava muitos passes entre o setor de defesa e de criação, procurando abrir espaços pelas laterais, onde era a válvula de escape da equipe.

A equipe red devil fazia uma boa partida defensiva, o problema era a parte ofensiva, o time não conseguia criar e/ou finalizar, até pelos magpies jogarem recuados. O empate se desenhava, mas o Newcastle abriu o placar aos 71 minutos , Jetro Willems fez boa jogada pela esquerda e rolou para a entrada da área, Matthew Longstaff chutou forte da entrada da área, tirando qualquer chance de defesa do De Gea.

O gol abateu ainda mais o United, dificultando ainda mais qualquer chance de mudar o cenário da partida. Em campo não havia(am) jogador(es) que demostrassem capacidade para mudar o jogo, o time não conseguia fazer nada e o Newcastle recuou 9 jogadores para proteger seu gol, nos minutos finais Andy Carroll abdicou de atacar e passou a defender. Solskjaer colocou Chong em campo, na tentativa de poder criar algo pelas laterais, mas o jovem holandês não tinha muito o que fazer com poucos minutos em campo e um time que ficou permaneceu perdido até o término da partida.

Detalhes

Escalações

Newcastle: Dubravka, Yedlin, Schär, Lascelles, Clark, Willems; Almirón, Sean Longstaff, Matthew Longstaff, Saint-Maximin; Joelinton (Andy Carroll 55′)

Manchester United: De Gea, Dalot (Rojo 59′), Tuanzebe, Maguire, Young (Chong 85′); Fred, McTominay; Andreas Pereira, James, Mata (Greenwood 65′) e Rashford

Gol

Newcastle: Matthew Longstaff (71′)

Cartões Amarelos

Newcastle: Yedlin (14′), Schär (46′) e Almirón (64′)

Manchester United: Fred (2′), McTominay (29′) e Rojo (77′)

Comentários