» O JOGO

A partida começou equilibrada, com as equipes trocando muitos passes e com pouca movimentação ofensiva. Na primeira jogada ofensiva, o Wolverhampton quase marcou aos 6 minutos, Hélder Costa avançou pela lateral indo até a linha de fundo e deu passe para Raúl Jiménez, que dominou e girou em cima da marcação, finalizando com perigo, mas que o De Gea defendeu com os pés. O United buscava o ataque com jogadas pelas laterais, buscando o cruzamentos, que não estavam funcionando, enquanto que os Wolves aproveitavam bem essa jogada e quase marcaram aos 12 minutos, em cobrança de escanteio, Bennett cabeceou com perigo, por cima da meta.

Melhores ofensivamente, os visitantes continuaram pressionando o United e novamente tiveram uma chance de abrirem o placar, agora aos 15 minutos, em nova cobrança de escanteio, Boly cabeceou para o chão, tentando confundir o goleiro red devil, que conseguiu defender fazer uma grande defesa. O United abriu o placar aos 17 minutos, Pogba pegou a boal afastada pela zaga adversária e deu passe para Fred, o brasileiro chutou de primeira da entrada da área, no canto sem chance para o goleiro Rui Patrício.

O ritmo da partida diminuiu após o gol, o United buscava o ataque com jogadas mais pela região central do campo, enquanto que o Wolverhampton recuou um pouco, afim de diminuir espaços na sua defesa, e concentrando as jogadas pelas laterais nos contra-ataques, contudo nenhuma equipe voltou a criar jogadas de perigo. Até o fim do primeiro tempo, a melhor jogada foi em cobrança de falta frontal para o United, Fred cobrou, Rui Patrício fez uma defesa incrível e logo em seguida a bola bateu na trave, isso no último segundo do acréscimo.

» SEGUNDO TEMPO

A partida reiniciou com o United com mais controle das jogadas, contundo quem marcou foi o Wolverhampton aos 52 minutos, após Helder Costa ir até a linha de fundo tocando para Jiménez, o mexicano deu o passe mais atrás para João Moutinho que chutou colocado sem chance para o De Gea. Sem espaço e com dificuldades para abrir espaços na zaga adversária, sobrou ao United voltar a tentar os cruzamentos e os chutes de fora da área, como aos 61 minutos, quando Pogba arriscou o chute da entrada da área, porém a bola foi para fora.

O United passou a jogar com Fellaini subindo ao ataque para tentar ganhar as disputas áreas, juntamente com Lukaku, mas que eram anuladas pela zaga adversária. Os comandados do Mourinho voltaram a finalizar com perigo aos 66 minutos, com Lingard que recebeu passe do Martial e chutou de fora da área, porém Rui Patrício mandou para escanteio. O Wolverhampton respondeu aos 68 minutos, com Neves chutando de fora da área, sem dificuldades para o De Gea defender.

A criação red devil saíam dos pés de Pogba, mas que eram bloqueadas quando chegavam aos pés dos jogadores do ataque, graças a forte e fechada marcação dos Wolves, a última grande chance red devil foi aos 71 minutos, após Luke Shaw cruzar e Fellaini cabecear sem perigo para o goleiro Rui Patrício. O empate era nítido, uma vez que as equipes não mudavam as jogadas, porém o Wolverhamton teve uma boa chance de marcar aos 90 minutos, quando Traoré se livrou da marcação de dois jogadores e chutou com perigo para o De Gea, que fez grande defesa com o pé esquerdo.

Detalhes

Escalações

Manchester United: De Gea, Valencia, Smalling, Lindelöf, Shaw; Pogba, Fellaini, Fred; Sánchez, Lingar e Lukaku.

Wolverhampton: Rui Patrício, Bennett, Coady, Boly; Doherty, Moutinho, Neves, Jonny; Hélder Costa, Diogo Jota e Raúl Jiménez

Gols

Manchester United: Fred (17′)
Wolverhampton: João Moutinho (52′)

Cartões Amarelos

Manchester United: Shaw (39′)
Wolverhampton: Neves (61′)

Comentários