Competições

» O JOGO

Depois de sofrer e avançar na Carabao Cup (Copa da Liga Inglesa), o United foi até o Sudeste da Inglaterra enfrentar o Brighton na tentativa de se recuperar na Premier League. A equipe será adversária dos red devils em duas partidas seguidas, a próxima será pela Carabao Cup. O primeiro confronto começou bastante intenso e com forte equilibrio defensivo, as equipes não encontravam espaços, pelo menos até os 8 minutos, quando o Brighton criou a primeira chance de gol com o Trossard chutando da entrada da área e acertando a trave direita do gol defendido pelo De Gea.

O United encontrava muitas dificuldades para sair jogando, a pressão do Brighton na saída da bola travava a equipe red devils, que inclusive sofria para jogar pelas laterais, enquanto isso o adversário novamente oferecia perigo, outra vez com Trossard aos 20 minutos, outra vez recebendo com liberdade na entrada da área para finalizar com perigo, o chute cruzado passou muito próximo a trave esquerda. Os mandantes faziam um partida ofensivamente muito melhor, conseguindo acertar o travessão aos 29 minutos, Webster aproveitou a bola pelo alto após cobrança de falta e com uma cabeçada despretensiosa acertou o travessão.

O placar chegou a ser aberto aos 32 minutos pelo United, Rashford recebeu na esquerda e passou para Greenwood no centro da área, o camisa 11 chutou forte e abriu o placar, mas o Rashford estava impendido. Quem de fato abriu o placar foi o Brighton aos 37 minutos, Lampley invadiu a área e foi derrubado pelo Bruno Fernandes, na cobrança o Maupay mandou de cavadinha no centro do gol, o De Gea pulou no lado esquerdo. A equipe red devil passou a buscar o gol, que mesmo sem jogar bem, aconteceu aos 42 minutos, após Bruno Fernandes cobrar falta pelo lado esquerdo, Matic tocou no centro da área e Maguire desviou para o gol, no último grande lance do primeiro tempo.

» SEGUNDO TEMPO

A segunda etapa começou bastante movimentada e logo aos 46 minutos, Connolly entrou na área e em disputa com o Pogba foi ao chão, o árbitro marcou o pênalti e o VAR chamou para rever o lance, que após conferir o lance anulou a penalidade. O United chegou a virar o placar aos 51 minutos, mas o Rashford estava em posição irregular, que foi confirmada pelo VAR e o gol anulado. A jogada do gol anulado mostrou que o United tinha espaço pelo lado esquerdo, que foi de onde surgiu o gol da virada aos 54 minutos, com um golaço do Rashford, que recebeu passe do Bruno Fernandes, entrou na área deixando o White duas vezes no chão e chutando forte para fazer o segundo gol red devil.

Após sofrer a virada, o Brighton decidiu arriscar e chegou muito perto de empatar aos 60 minutos, March recebeu livre na esquerda e chutou cruzado, acertando a trave direita. Ainda sentindo a falta da preparação física, devido ao menor tempo de treino, o United já não buscava o ataque, além de deixar o lado direito livre, que foi muito explorado pelo Brighton. A equipe mandante conseguia sempre criar boas oportunidades pelo lado esquerdo de ataque, inclusive quase chegando ao empate aos 75 minutos, porém mais uma vez parando nas traves, Trossard recebeu livre e chutou acertando o travessão.

O minutos finais foram de muitos lances importantes, Trossard recebeu passe do camisa 17 dentro da pequena, girou em cima da defesa e teve a finalização defendida pelo De Gea, que evitou o gol aos 92 minutos. O Brighton conseguiu o empate aos 94 minutos, após cruzamento pela direita, a bola sobrou com o March, que livre cabeceou para mandar a bola para o fundo das redes. O empate era dito como certo, até pela partida ter poucos segundos, contudo o United conseguiu um escanteio, e após a cobrança, Maguire tocou de cabeça e o Maupay desviou com o braço, após o lance o árbitro apitou o final da partida, o VAR chamou o árbitro para rever o lance, a penalidade foi marcada e na cobrança, Bruno Fernandes acertou o canto superior esquerdo, enquanto o Ryan pulou para o lado contrário, o apito final aconteceu e enquanto os jogadores do United comemoravam, os jogadores do Brighton reclamavam.

Vale lembrar que não houve nada de errado, uma vez que os jogadores das duas equipes não tinham deixado o gramado, o lance de pênalti aconteceu antes do apito final e o VAR foi muito rápido na comunicação com o árbitro de campo.

Detalhes

Escalações

Brighton: Ryan, White, Dunk, Webster; Lallana (Gross 74′), Alzate, Lampley, March; Trossard, Maupay e Connolly (Jahanbakhsh 74′)

Manchester United: De Gea, Wan-Bissaka, Lindelöf, Maguire, Shaw; Pogba (64′), Matic; Greenwood (Bailly 82′), Rashford, Bruno Fernandes e Martial (van de Beek 90′)

Gols

Brighton: Maupay (37′) e March (94′)

Manchester United: Dunk (Gol contra 42′), Rashford (54′) e Bruno Fernandes (90+10′)

Cartões Amarelos

Brighton: Trossard (41′), White (73′), Dunk (82′) e Jahanbakhsh (90+7′)

Manchester United: Bruno Fernandes (21′) e Matic (40′)

Comentários