Competições

» O JOGO

Com as derrotas do Chelsea e Leicester, uma vitória faria o United assumir a terceira colocação e assim depender apenas de si para garantir a vaga na próxima Champions League. Enfrentando um adversário com um bom desempenho após a parada com por causa da pandemia, o United encontrava dificuldades para furar a defesa adversária, além de sofrer com o jogo ofensivo que obrigava o United a jogar mais recuado e ficar mais longe da área adversária. Com um jogo bem equilibrado, a primeira finalização só aconteceu aos 9 minutos, Martial aproveitou um erro de domínio do Ward-Prowse, roubou a bola e avançou, tentou o chute colocado, mas o goleiro McCarthy esticou o braço e fez grande defesa.

A resposta dos Saints saiu no minuto seguinte, Armstrong chutou da entrada da área, mas no meio para defesa do De Gea. No minuto seguinte os visitantes abriram o placar, Pogba errou na saída de bola, Ings roubou a bola e passou para Redmond cruzar para Armstrong, que dominou e chutar sem chances para o De Gea. Assim como nas partidas anteriores, apesar da difilcudades o United seguia com seu jogo e até conseguiu marcar aos 15 minutos, mas o Rashford estava adiantado em lance bem marcado pela assistente. Com paciência e rodando a bola, o United conseguiu empatar aos 19 minutos, após boa jogada do Wan-Bissaka pela direita, Greenwood passou para Pogba, o francês cruzou para o centro da área, Martial dominou, foi atrapalhado pelo marcador, porém conseguiu passar para o Rashford, que chutou forte cruzado para marcar.

O United manteve seu ritmo e foi diminuindo as intensidade do adversário, conseguindo virar o placar aos 22 minutos, em rápido contra-ataque, Pogba encontrou Bruno Fernandes, que passou em profundidade para o Martial, o francês avançou pela esquerda, puxou para o meio e finalizou sem chance para o McCarthy. Após a parada para hidratação, os times mantiveram um ritmo forte, encontrando espaços, com muita velocidade, mas com poucas finalizações, a mais perigosa foi a do Pogba, aos 27 minutos,  no chute da entrada da área, mas o goleiro McCarthy fez a defesa, afastando o perigo. Com mais posse de bola, os red devils administraram o placar até o final da primeira etapa.

» SEGUNDO TEMPO

A segunda etapa começou com um ritmo forte, com o Southampton criando a primeira oportunidade aos 48 minutos, Redmond recebeu na intermediária, avançou e chutou de fora da área, passando próximo ao gol do De Gea. Com menos intensidade e mais controle o United demorou até finalizar, acontecendo apenas aos 55 minutos, Rashford aproveitou o passe do Bruno Fernades para finalizar de longe, muito próximo a trave direita do McCarthy. O Southampton buscava repetir o jogo da primeira etapa, as vezes até conseguindo manter a bola no campo de ataque, porém encontrando linhas defensivas bem posicionadas além da dificuldade do time em criar, sempre apostando nas jogadas em velocidade.

O United não subia muito ao ataque, mas nas poucas vezes que fez, criou boas oportunidades. A primeira boa chance aconteceu aos 67 minutos, Rashford deu passe em profundidade para o Martial, o camisa 9 levou até a linha de fundo e devolveu para o camisa 10, que só não marcou porque o Walker-Peters desviou o chute com o bico da chuteira. Os visitantes buscava encontrar espaços, com isso acabava se expondo e quase sofreu o terceiro gol aos 79 minutos, Martial roubou a bola antes do meio de campo, com muita velocidade foi avançando, com um belo drible deixou o marcador no chão, mas o chute da entrada da área passou longe do gol.

Com as substituições realizada pelo Solskjaer, o United perdeu um pouco no setor de criação, principalmente com a saída do Pogba, entretanto ganhou no poder defensivo com o Fred. Administrando o placar, os red devils viram o Southampton pressionar mais, 85 minutos, o Southampton chegou com muito perigo, Redmond recebeu na esquerda, puxou para o meio e chutou cruzado, porém o De Gea fez grande defesa. Em uma disputa pelo alto aos 89 minutos, Walker-Peters e Williams bateram de cabeça e o lateral do United acabou sofrendo um corte na cabeça. A vitória parecia certa, até que aos 95 minutos, após cobrança de escanteio, Obafemi, dentro da pequena, área desviou para o fundo das redes empatando para o Southampton.

Detalhes

Escalações

Manchester United: De Gea, Wan-Bissaka, Lindelöf, Maguire, Shaw (Williams 74′); Pogba (Fred 62′), Matic; Greenwood (Daniel James 83′), Rashford, Bruno Fernandes (McTominay 83′) e Martial

Southampton: McCarthy, Walker-Peters, Stephens, Bednarek, Bertrand; Armstrong, Prowse, Romeu (Obafemi 86′), Redmon; Adams (Long 63′) e Ings

Gols

Manchester United: Rashford (19′) e Martial (22′)

Southampton: Armstrong (11′) e Obafemi (95′)

Cartões Amarelos

Manchester United: Wan-Bissaka (90′)

Southampton: Ward-Prowse (43′), Stephens (51′), Walker-Peters (55′)

Comentários