Competições

» O JOGO

A partida começou com muitas trocas de passes, marcação muito pesada e faltas. O City tentando impor seu jogo de manter a posse de bola e trocar passes, enquanto que o United em um esquema com 5 defensores, permitindo os citizens a terem mais posse de bola, mas diminuindo a liberdade dos atacantes adversários. O jogo apresentado pelas equipes não deixavam espaços para jogadas ofensivas.

O primeiro lance de perigo só aconteceu aos 18 minutos, em jogada de velocidade, David Silva recebeu a bola na ponta e deu passe para Bernardo Silva na entrada, o português chutou muito forte para a boa defesa do De Gea. A resposta red devil aconteceu aos 22 minutos, o United recuperou a bola no meio de campo, Andreas Pereira deu passe para Rashford, o camisa 10 recebeu, ficou sem opção e arriscou o chute de muito longe, a bola passou com perigo ao gol do City.

O United preferiu jogar mais recuado, buscando criar suas jogadas nos contra-ataques, principalmente pelo lado direito, mas o que não surtia efeito. O Ctiy também não conseguia jogar, pois não tinha liberdade para troca de passes na defesa adversária. Quando conseguiu chegar com perigo, desperdiçou uma ótima oportunidade aos 42 minutos, quando Bernardo Silva deu passe para Agüero dentro da área, o argentino tentou dominar e acabou dando passe para Sterling, que se livrou dos marcadores e finalizou em cima do De Gea.

» SEGUNDO TEMPO

A segunda etapa começou com o City pressionando ainda mais, conseguindo abrir o placar aos 53 minutos, em rápida jogada ofensiva, Gündogan deu passe para o Bernardo Silva na ponta direita, o português entrou na área puxou um pouco para o centro e chutou rasteiro no canto, sem chances para o De Gea. O gol deixou os comandados do Guardiola mais ofensivos e quase marcaram o segundo aos 55 minutos, após rápida troca de passes, Agüero recebeu passe na entrada da área e chutou com perigo, a bola desviou na trave e saiu pela linha de fundo.

O United tinha dificuldades de chegar ao ataque, na melhor oportunidade, desperdiçou uma incrível chance de empatar o placar, aos 56 minutos, Rashford cruzou da direita, Lingard sozinho, furou na hora de chutar, perdendo uma incrível oportunidade. Com mais posse de bola e dominando a partida, o City chegou aos segundo gol aos 65 minutos, Sterling avançou com a bola, deu passe na esquerda para o Sané, o alemão chutou forte e ampliou a vantagem adversária.

Os red devils demostravam pouco poder de reação, apesar das substituições. Os comandados do Solskjaer tentavam criar jogadas, mas não conseguiam finalizar ou quando conseguiam, falhavam na finalização, como aos 76 minutos, quando Rashford recebeu lançamento do Shaw e deu passe para o Lukaku, contudo o belga pegou muito mal na bola, finalizando para fora. O City foi administrando a partida, enquanto a torcida red devil deixava o Old Trafford e o Solskjaer com cara de quem torce pelo fim da temporada, foi assim a derrota red devil.

Detalhes

Escalações

Manchester United: De Gea, Young, Darmian (Alexis 83′), Smalling, Lindelof, Shaw; Pogba, Fred, A. Pereira (Lukaku 72′); Lingard (Martial 83′) e Rashford

Manchester City: Ederson; Walker, Kompany, Laporte, Zinchenko; Gundogan (Danilo 89′), Fernandinho (Sane 51′), David Silva; Bernardo Silva, Sterling e Aguero (Jesus 89′)

Gols

Manchester City: Bernardo Silva (53′) e Sané (65′)

Cartões Amarelos

Manchester United: Andreas Pereira (24′) e Shaw (88′)
Manchester City: Kompany (9′) e Zinchenko (25′)

Comentários