Pré-jogo

“Clássico é clássico e vice versa”, a célebre frase de Jardel retrata muito bem o confronto entre os Red Devils e os Reds de Liverpool. Quando Manchester United e Liverpool se enfrentam temos a certeza que uma das maiores rivalidades do futebol mundial será posta a prova, seja ela em um jogo pela Barclays Premier League, Uefa Champions League , Copa da Liga Inglesa ou até mesmo em uma partida de botão e que independentemente do momento vivido por estas equipes a não haverá favoritismo.

O Liverpool apesar da derrota inesperada em casa para o Southampton no último jogo vive um bom momento na Premier League ocupando a quinta colocação, porém, acabou sofrendo uma baixa com a contusão do meio campista brasileiro Philippe Coutinho. A partida ainda marca a volta de Luis Soarez após cumprir punição de 10 jogos aplicada pela Federação Inglesa como castigo pela mordida que deu no zagueiro Ivanovic do Chelsea.

Já o Manchester United vem de uma desastrosa derrota contra o Manchester City no último final de semana pela Premier League, resultado este que deixou a equipe na oitava colocação. “Nada melhor que vencer o clássico para melhorar o astral e esquecermos esta derrota” declarou Wayne Rooney. Se o adversário não poderá contar com Coutinho o United também não contará com vários de seus titulares como o artilheiro Robin van Persie que com uma lesão muscular não foi nem relacionado.

O Jogo

O jogo começou com muita movimentação por parte das duas equipes com o Manchester United sendo ofensivo e buscando o gol a todo tempo. Apesar da intensidade inicial o United não conseguiu transformá-la em oportunidades de gol. Pouco a pouco o Liverpool foi equilibrando o jogo e adiantando sua marcação. O Liverpool passou a pressionar a saída de bola do United que passou a errar uma quantidade enorme de passes.

Na base da pressão aos 21’ Luis Suárez recebeu bom lançamento, mas adiantou a bola após o domínio e deu tempo para De Gea abafar o lance. Aos 22’ Sturridge tenta o chute de dentro da área, porém, Smalling travou bem o arremate.

Fim do primeiro tempo, apesar de um jogo muito movimentado nenhuma chance clara de gol para ambas as equipes. O United jogou os 15 primeiros minutos de forma muito intensa e ofensiva, porém viu o Liverpool equilibrar a partida e em vários momentos se viu pressionado pelo time adversário.

Segundo tempo

O segundo tempo começou sem nenhuma mudança nas duas equipes, o que mudou logo no início foi o marcador em Old Trafford, Logo no primeiro minuto de jogo Wayne Rooney cobrou escanteio pela esquerda e Chicharito Hernández dentro da pequena área desviou para as redes, gol do United.

O gol fez com que o jogo ganhasse em emoção. Aos 9 minutos em jogada de Suárez a bola sobrou para Henderson dentro da área, o meio campista inglês bateu para fora levando muito perigo ao gol de De Gea. Pouco depois aos 12’ minutos Suárez roubou a bola de Smalling e tentou o chute, a bola desviou na zaga e saiu para escanteio.

Nesse momento da partida o Liverpool buscava mais o gol abrindo espaços para os contragolpes do United. Aos 11’ Rafael tocou para Kagawa, o japonês cruzou rasteiro para Rooney que dominou e acabou finalizando mal. Aos 13 minutos em bom contra ataque Nani recebeu bom passe de Kagawa e finalizou muito mal, Kagawa e Rooney pediam dentro da área.

O United seguiu bem na partida com boas atuações de Kagawa e Rooney que eram bastante participativos, aos 15’ Buttner cruzou para Nani finalizar de voleio, mais uma vez o português pegou muito mal na bola mandando pra longe do gol. Aos 18’ foi a vez de Shinji Kagawa levar perigo ao gol defendido pelo belga Simon Mignolet, o japonês arriscou de fora da área e a bola tocou no travessão antes de ir para fora.

O United continuou apostando nos contra ataques enquanto o Liverpool pressionava fortemente. Brendam Rogers promoveu a entrada de Martin Kelly no lugar do brasileiro Lucas Leiva que já havia sido advertido com o cartão amarelo. A mudança surtiu efeito positivo e aos 25’ Moses recebeu cruzamento e finalizou de peixinho sozinho dentro da área, De Gea a queima roupa fez uma defesa sensacional. Os visitantes não se entregavam e no minuto seguinte em cobrança de falta Luis Suárez mandou a bola no travessão.

Os Red Devils responderam aos 30’ em cobrança de falta de Rooney que Mignolet mandou para escanteio. No lance seguinte Rooney recebeu, dominou rápido e bateu obrigando o goleiro belga fazer grande defesa. David Moyses colocou Januzaj e Carrick nos lugares de Kagawa e Chicharito respectivamente, com a mudança os anfitriões diminuíram seu ritmo e passaram a administrar o jogo enquanto os rivais tentavam o gol a qualquer custo. Na última jogada de perigo do jogo aos 44’ Suárez entrou pela direita e tocou para Kolo Touré que mandou para fora a chance do empate.
Fim de papo. Com a vitória o Manchester United elimina o rival Liverpool e avança a fase de Oitavas de Final na Capital One Cup.

Detalhes

Escalações

United: De Gea; Smalling; Büttner; Rafael; Evans; Jones; Kagawa (Januzaj 73’); Giggs; Nani (Wellbeck 91’); Rooney; Javier Hernández (Carrick 73’).

Liverpool: Mignolet; Sakho; Touré; Skrtel; Lucas (Kelly 67’); José Enrique; Henderson; Gerrard; Moses (Sterling 82’); Sturridge; Suárez.

Gol

United: Hernández (46’)

Cartões Amarelo

United: Giggs (41’) e Jones (71’)

Liverpool: Lucas (39’), Touré (51’) e Henderson (75‘)

Por Marcelo Henrique
www.mufcbr.com

Comentários